Ambulantes da avenida Agamenon Magalhães serão monitorados pela PM

Dados dos trabalhadores serão coletados por policiais do 16º BPM. Objetivo é reduzir número de assaltos

Agamenon MagalhãesAgamenon Magalhães - Foto: Diego Nigro/Arquivo Folha

Ambulantes que trabalham na Avenida Governador Agamenon Magalhães terão os dados coletados pela Polícia Militar de Pernambuco (PMPE). O objetivo é realizar um monitoramento para reduzir o número de assaltos na via, que é uma das mais importantes e movimentadas do Grande Recife.

>> Leia mais: Adolescente vendedor de pipocas é apreendido suspeito de assaltos

A iniciativa é realizada pelo capitão do 16º Batalhão da PMPE, Diogo Racticliff, que começou a coletar os nomes desde o final do ano passado. "Decidimos fazer uma lista para termos conhecimento de quem frequenta a avenida diariamente. Essas pessoas que estão todos os dias não praticam assaltos no local. Quem pratica é quem vai lá esporadicamente”, comentou o capitão, que informou que o cadastramento vem dando certo.

“É uma iniciativa que visa melhorar a segurança oferecida aos motoristas e também ajudar os trabalhadores que utilizam a venda de pipocas como atividade financeira. Com esses dados, conseguimos eliminar suspeitos mais rapidamente", comentou Racticliff.

Os próprios ambulantes que trabalham na avenida vão poder denunciar pessoas mal-intencionadas. “Apesar de muitos ficarem temerosos, eles vão poder denunciar os falsos pipoqueiros pelo WhatsApp. Eles podem até mandar fotos. Estamos sempre conversando com os trabalhadores”, comentou o capitão do 16º BPM.

O comandante informou que o monitoramento da avenida será ampliado até as imediações do Shopping Tacaruna. “Vamos expandir o monitoramento de ponta a ponta. No sentido Olinda, a responsabilidade é nossa. Estamos cadastrando desde o Viaduto Capitão Temudo até o shopping”, comentou o capitão, que informou que o monitoramento no sentido Boa Viagem é de responsabilidade do 13º BPM. “Vamos realizar uma parceria com o 13º BPM para que haja a fiscalização e cadastramento também na avenida, no sentido Boa Viagem”, relatou Racticliff.

Denúncias
Vítimas de assaltantes na Agamenon Magalhães devem continuar denunciando. Para o comandante do 16º BPM, o pedido de reforço é feito para que a polícia consiga obter êxito nas prisões. “Por menor que seja o valor subtraído, é necessário que todos continuem prestando queixa. Precisamos ficar sabendo, sempre", comentou Racticliff. As denúncias podem ser feitas pelo 190. As vítimas também podem prestar queixa na delegacia mais próxima do ocorrido, além do site da Delegacia pela Internet.

Veja também

Hospital das Clínicas da UFPE/Ebserh receberá pacientes com Covid-19 de Manaus
Ajuda

Hospital das Clínicas da UFPE/Ebserh receberá pacientes com Covid-19 de Manaus

Enem 2020: Inep divulga orientações para os participantes
Educa Mais

Tudo o que você precisa saber sobre o Enem 2020