Angelina Jolie fala sobre divórcio com Brad Pitt: “As coisas ficaram difíceis”

Na entrevista, a atriz também conta sobre a adaptação à nova vida

Na entrevista, a atriz também conta sobre a adaptação à nova vidaNa entrevista, a atriz também conta sobre a adaptação à nova vida - Foto: Divulgação

Angelina Jolie abriu o seu coração durante uma entrevista para a Vanity Fair, onde ela é a capa da nova edição. A atriz falou sobre a separação de Brad Pitt e a dificuldade de tomar a decisão. “Foi o momento mais difícil, e estamos apenas tomando um fôlego. É um grande passo para nós e todos estamos tentando fazer o nosso melhor para curar a nossa família. As coisas ficaram ruins. Eu não quero usar essa palavra. As coisas ficaram difíceis”, disse.

A atriz tem seis filhos com o galã hollywoodiano. Na entrevista, ela também falou sobre como está sendo a adaptação à nova vida. “Nosso estilo de vida não era de forma alguma negativo. Esse não foi o problema. Isso é e continuará a ser uma das maravilhosas oportunidades que podemos dar aos nossos filhos. São seis indivíduos de mentalidade muito forte. Estou muito orgulhosa deles. Eles são muito corajosos em tempos que precisavam ser”, explicou Angelina.

Jolie também comentou sobre sua saúde. A atriz desenvolveu a paralisia de Bell, que fez com que tivesse problemas com os músculos de seu rosto. “Às vezes, as mulheres se colocam por último em suas famílias, até que isso se manifeste em sua própria saúde”, afirmou.

Após alegar que Brad Pitt agrediu um de seus filhos, Angelina pediu o divórcio em setembro de 2016. O ator foi investigado por abuso infantil, mas foi inocentado. Em uma entrevista para a revista GQ, Pitt chegou a admitir que estava passando por problemas com bebida na época.

Veja também

Internado com Covid-19, idoso reencontra cachorrinha de estimação em despedida emocionante
Folha Pet

Internado com Covid-19, idoso reencontra cadela de estimação em despedida emocionante

Defensoria e MPPE recomendam ampliação de canais de agendamento para vacinação de idosos no Recife
RECIFE

Defensoria e MPPE recomendam ampliação de canais de agendamento para vacinação de idosos