Vacina contra Covid-19

Anvisa aprova registro da vacina da Pfizer no Brasil

Vacina da PfizerVacina da Pfizer - Foto: Jack Guez/AFP

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta terça-feira (23), o uso definitivo para a vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Pfizer/BioNTech no Brasil. O País ainda não definiu a compra do imunizante.

O pedido foi feito à agência pela Pfizer em 6 de fevereiro e aprovado nesta terça-feira, 17 dias depois - o prazo era de 60 dias.

O registro definitivo da vacina, dado pela Gerência Geral de Medicamentos, é o primeiro do tipo para uso amplo nas Américas. Até agora, as vacinas liberadas para uso no Brasil - Butantan/CoronaVac e Fiocruz/Oxford/AstraZeneca - têm registro emergencial.

A aprovação foi anunciada pelo diretor-presidente da agência, Antonio Barra Torres. "O imunizante do Laboratório Pfizer/Biontech teve sua segurança, qualidade e eficácia, aferidas e atestadas pela equipe técnica de servidores da Anvisa que prossegue no seu trabalho de proteger a saúde do cidadão brasileiro", disse o representante.

A vacina da Pfizer já vem sendo usada em outros países, como Reino Unido, Israel e Estados Unidos.

Barra Torres disse ainda que espera que outras vacinas estejam em breve, sendo avaliadas e aprovadas. "Esse é o nosso compromisso", afirmou.

Com a aprovação, a vacina da Pfizer pode ser aplicada no País. Modelo considerado mais amplo, registro permite que o imunizante possa ser comercializado pela empresa para ser aplicado em grupos maiores do que os definidos no caso de vacinas aprovadas para uso emergencial, que têm escopo limitado.

Veja também

Após críticas, Governo Bolsonaro investiga professores da Universidade Federal de Pelotas
Presidente

Após críticas, Governo Bolsonaro investiga professores da Universidade Federal de Pelotas

Justiça de Hong Kong mantém na prisão os 47 militantes pró-democracia
Internacional

Justiça de Hong Kong mantém na prisão os 47 militantes pró-democracia