Vacinas

Anvisa aprova teste em humanos com vacina Covaxin no Brasil

Estudo deverá mobilizar 4,5 mil voluntários nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Mato Grosso

Vacina Covaxin contra a Covid-19Vacina Covaxin contra a Covid-19 - Foto: Arun Sankar/AFP

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou testes em humanos no Brasil da vacina contra a covid-19 Covaxin, produzida na Índia pelo laboratório Bharat Bioethic. Em março a agência havia negado o pedido de importação em caráter excepcional de um lote de doses do imunizante por falta de demonstrações de segurança e eficácia.

A direção da Anvisa autorizou a realização de ensaios clínicos de fase 3, randomizados, duplo-cegos, controlados por placebo em adultos. Neste método, um grupo recebe o imunizante e outro um placebo. A comparação entre os resultados dos dois grupos permite analisar aspectos relacionados à segurança e eficácia da vacina.

O estudo deverá mobilizar 4,5 mil voluntários nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Mato Grosso. Na Índia, 26,3 mil participantes farão parte do ensaio. Os voluntários receberão duas doses, com intervalo de 28 dias.

A análise da Anvisa considerou as fases anteriores dos estudos, chamada pré-clínica, quando os pesquisadores testam a vacina in vitro e em animais. Segundo a Agência, durante essas etapas os dados trouxeram resultados aceitáveis.

Será o 7º ensaio clínico de vacinas contra a covid-19 no Brasil.

Veja também

Câmara aprova MP que libera verba para municípios atingidos por chuvas
Auxílio

Câmara aprova MP que libera verba para municípios atingidos por chuvas

Governo do Rio não ofereceu ajuda a familiares de 27 mortos no Jacarezinho
Violência

Governo do Rio não ofereceu ajuda a familiares de 27 mortos no Jacarezinho