Aos 74 anos, morre o mestre Benoni

Em vida, Benoni expressou seu desejo de que, quando falecesse, contassem a peça de reisado no cortejo de seu funeral

As distribuidoras serão vendidas pelo valor simbólico de R$ 50 milAs distribuidoras serão vendidas pelo valor simbólico de R$ 50 mil - Foto: Divulgação

Faleceu na última sexta (11), aos 74 anos, o garanhuense Benoni Bezerra de Carvalho, o mestre Benoni. Benoni comandava, desde 2007, o centenário "Reisado Os Três Reis do Oriente", expressão cultural com mais de 103 anos de existência, mas atuava na brincadeira do ciclo natalino, da qual se tornou símbolo local, a mais de 60 anos.

Em 2013, ele foi homenageado no Festival de Inverno de Garanhuns e, nesse ano, venceu a categoria "Mestre dos Saberes e Fazeres" do I Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia, ambos promovidos pelo Governo de Pernambuco (Secult e Fundarpe).

Em vida, Benoni expressou seu desejo de que, quando falecesse, contassem a peça de reisado no cortejo de seu funeral. Além disso, pediu que cobrissem seu caixão com a coroa e a espada. “Quando eu morrer todo mundo vai olhar, minha mortalha é um traje de reisado” disse.

O prefeito de Garanhus, Izaias Régis Neto (PTB) julgou incalculável o tamanho da importância de Benoni e a falta que ele fará para a cultura de Garanhus. “Ele nos deixa e o que fica é a saudade. Em toda sua vida o Mestre se dedicou ao Reizado e a essa difícil missão que é perpetuar essa tradição”, declarou. A Prefeitura do Município declarou luto oficial de três dias.

Veja também

Pernambuco promulga Lei que proíbe uso de cigarros eletrônicos em espaço coletivos
Legislação

Pernambuco promulga Lei que proíbe uso de cigarros eletrônicos em espaço coletivos

Saiba tudo sobre o Gripen, caça da FAB que faz voo de estreia nesta sexta-feira (23) em Brasília
Aviação

Saiba tudo sobre o Gripen, caça da FAB que faz voo de estreia nesta sexta-feira (23) em Brasília