Apac emite alerta de chuva moderada a forte para esta sexta-feira

Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Climas, as chuvas devem atingir a Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata Norte e Sul

Chuvas provocam transtornos e alagamentos em OlindaChuvas provocam transtornos e alagamentos em Olinda - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

A Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) e a Defesa Civil do Recife emitiram, no fim da tarde desta quinta-feira (1º), alerta de chuva moderada a forte com previsão válida para as próximas 24 horas na Região Metropolitana do Recife, Zona da Mata Norte e Sul.

A orientação é que moradores em locais de risco procurem abrigo ou lugar seguro. O número de telefone da Defesa Civil é o 0800.081.3400 

Na região do Sertão de Pernambuco não chove e pode registrar uma alta temperatura de 34°C. No Agreste, a chuva acontece apenas no período da manhã com previsão de temperatura mínima de 17°C.

Confira a previsão completa:

Região Metropolitana

Possibilidade de chuvas moderadas a fortes.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 28º Mínima: 21º

Mata Norte

Possibilidade de chuvas moderadas a fortes.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 28º Mínima: 20º

Mata Sul

Possibilidade de chuvas moderadas a fortes.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 29º Mínima: 20º

Agreste

Parcialmente nublado com chuva rápida de forma isolada no período da madrugada e primeiras horas da manhã com intensidade fraca.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 29º Mínima: 17º

Sertão de Pernambuco

Parcialmente nublado a claro sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 34º Mínima: 17º

Sertão de São Francisco

Parcialmente nublado a claro sem chuva em toda a região ao longo do dia.
Temperatura(ºC): Estável
Máxima: 33º Mínima: 19º

Veja também

Seca avança em Pernambuco e atinge mais da metade do território, aponta monitor
Estiagem

Seca avança em Pernambuco e atinge mais da metade do território, aponta monitor

Refugiados venezuelanos podem contribuir para desenvolvimento do país
Refugiados

Refugiados venezuelanos podem contribuir para desenvolvimento do país