CHUVAS

Apac muda alerta de chuvas de vermelho para amarelo

De acordo com presidente da agência, a probabilidade é de que a quantidade gire em torno de 30 a 50 milímetros

APAC analisa cenário de chuva nos próximos diasAPAC analisa cenário de chuva nos próximos dias - Foto: Arthur Ferraz/Cortesia

Após uma semana com altos volumes de chuva, causadores de uma série de incidentes que vitimaram dezenas de pessoas e desabrigaram outras centenas em Pernambuco, a expectativa é de que, nos próximos dias, o Estado tenha uma redução na precipitação pluviométrica. A informação foi repassada pela presidente da Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), Suzana Montenegro.

“O alerta saiu do vermelho, que tínhamos desde a tarde da última sexta, para o amarelo. Continuamos em uma situação de ocorrência de chuva, mas essa é bem mais fraca do que a que a antecedeu”, apontou.

Ainda de acordo com a presidente, as regiões em alerta são as da Mata Norte, Mata Sul e Metropolitana do Recife - em especial a Comunidade Jardim Monte Verde, situada no Ibura, entre a capital pernambucana e Jaboatão dos Guararapes. 

“É difícil apontar porque o sistema se movimenta, chovendo pontualmente em alguns locais, mas acreditamos que deve chover em torno de 30 a 50 milímetros nos próximos dias. Até às 9h do domingo, o máximo tinha sido em torno de 39 milímetros. Para esta semana, a nossa previsão é de chuva moderada, diminuindo, mas outro sistema pode se formar e, por isso, o monitoramento precisa ser contínuo”, frisou.

A agência também tranquilizou quanto ao risco de mais rios transbordarem nos próximos dias. O Rio Goiana, localizado na cidade de mesmo nome e formado a partir da confluência dos rios Tracunhaém e Capibaribe-Mirim, transbordou, deixando centenas de desabrigados. O município, inclusive, foi um dos 14 em Pernambuco que decretou Situação de Emergência. As famílias afetadas pela chuva foram realocadas temporariamente nas escolas municipais Manoel Borba, Marie Armelle Falguieres e IV Centenário.

“Os rios baixaram, voltando ao normal. A situação que tínhamos de inundação não ocorre mais. Alguns poucos estão em estado de alerta, mas sem risco (de inundação) das barragens também. Algumas estão vertendo, mas isso é uma função normal dela”, explicou Montenegro.

Veja também

STF libera valor dos precatórios do Fundef destinado a professores de Pernambuco
Educação

STF libera valor dos precatórios do Fundef destinado a professores de Pernambuco

OMS investiga se rápida propagação da varíola do macaco se deve a mutações
MONKEYPOX

OMS investiga se rápida propagação da varíola do macaco se deve a mutações