Apelo por "diretas já" é delírio do PT

O PT decidiu na última sexta-feira lançar uma campanha de âmbito nacional em favor das “diretas já”

Filme "Kong: A Ilha da Caveira"Filme "Kong: A Ilha da Caveira" - Foto: Divulgação

Como diz o ex-presidente Lula, o PT não vai se acabar por causa da operação Lava Jato nem porque Dilma não é mais presidente. O partido tem inserção na sociedade e isso lhe basta para continuar sobrevivendo. No entanto, após ter sido enxotado da Presidência da República, o PT precisava de uma bandeira para sair às ruas nessas eleições. Gritar somente o “Fora Temer” é muito pouco porque há também o “Fora Dilma” para equilibrar o jogo. E a tese do “golpe” não colou porque os próprios petistas sabem, embora não reconheçam isto publicamente, que não houve lesão alguma à ordem democrática. Daí a decisão da executiva nacional, expressa em resolução na última sexta-feira, de lançar uma campanha pelas “diretas já”. A tese é de difícil concretização, malgrado a impopularidade do governo Temer. Além disso, se o PT realmente acha que a queda de Dilma foi “golpe”, golpe maior seria a antecipação do calendário eleitoral.

O andor de Geraldo

Marqueteiro que trabalha voluntariamente para João Paulo (PT) fez esta observação sobre a campanha de Geraldo Júlio (PSB): “Ele está errando muito. Partiu para cima de João Paulo com a história da ‘gaiola’, quando geralmente quem bate é quem está na oposição. E ao levar Jarbas (PMDB) para uma caminhada em Casa Amarela, ficou menor do que o deputado, dando a entender que precisa de andor”.

Clássico > Está dura a disputa em Surubim entre o prefeito Túlio Vieira (PT) e a ex-vice Ana Célia Farias (PSB). O deputado Ricardo Teobaldo (PTN), que apoia o prefeito, não tem dúvida da vitória dele e o deputado Danilo Cabral (PSB), que apoia Ana Célia, acha que a vitória dela “são favas contadas”.

Promessa > O candidato a prefeito Ricardo Costa (PMDB) assumiu este compromisso com os eleitores de Olinda: caso seja eleito, implantará imediatamente o programa “Prefeitura nos bairros”. 

Reforço > Único prefeito que o PT tem no Pajeú, o médico Romério Guimarães, de São José do Egito, está fazendo campanha ao lado dos ex-prefeitos José Marcos de Lima (PR) e Antonio Valadares.

Racha > Antonio Campos, candidato do PSB a prefeito de Olinda, já sabe que não contará em sua campanha com o apoio de Paulo Câmara nem de Geraldo Júlio. Se perder, será caco de PSB para todos os lados.

Mudança 1 > Ex-deputado que passou recentemente por Petrolina voltou de lá com esta impressão: os candidatos Adalberto Cavalcanti (PTB) e Odacy Amorim (PT) estão encolhendo e Edinaldo Lima (PMDB) e Miguel Coelho (PSB) em ascensão. Como lá não há 2º turno, quem tiver 35% dos votos, leva.

Mudança 2 > Jorge Gomes (PSB), candidato a prefeito de Caruaru, diz que a “mudança” lá começou com José Queiroz (PDT) e que ele será o “prefeito da continuidade”. Nos últimos 34 anos, a “Capital do Agreste” teve apenas 3 prefeitos: o próprio Queiroz (18 anos), João Lyra Neto (8) e Tony Gel (8).

Cassação > O STF está dividido sobre a decisão do Senado de cassar Dilma, sem, no entanto, inabilitá-la para o exercício de função pública. Os ministros Gilmar Mendes e Celso de Mello já deram a entender que essa decisão terá que ser revista. Já os ministros Luís Roberto Barroso e Luiz Fux admitem que a decisão do Senado é soberana, e que o STF não tem nada a ver com isto. É o que acha também a professora Janaína Pascoal (USP).

Veja também

Espanha considera 'estado de alarme' por Covid-19; Madri impõe novas restrições
Coronavírus

Espanha considera 'estado de alarme' por Covid-19; Madri impõe novas restrições

É irônico brancos serem tão sensíveis a falar de raça, diz autora de livro sobre antirracismo
Literatura

É irônico brancos serem tão sensíveis a falar de raça, diz autora de livro sobre antirracismo