Após arrastões, Olinda anuncia mais 20 câmeras e micro-ônibus de monitoramento

Veículo funcionará como Central de Monitoramento e também será feita a reativação das 16 câmeras que estavam desligadas no Sítio Histórico

Micro-ônibus de monitoramentoMicro-ônibus de monitoramento - Foto: Leo Motta/Folha de Pernambuco

Em resposta à denúncias recorrentes de violência no Sítio Histórico de Olinda durante as prévias carnavalescas, a Prefeitura de Olinda anunciou, nesta quarta-feira (25), um reforço na segurança para os dias de festa. Um micro-ônibus equipado com sete câmeras de segurança vai circular na cidade alta, que também terá as 16 câmeras de vigilância atual reativadas e outras vinte realocadas para a área.

Leia mais: Medidas contra o caos na Cidade Alta de Olinda

Prévias em Olinda enfrentam problemas

Sítio Histórico de Olinda está sem videomonitoramento

“Ficamos muito preocupados com as cenas do arrastão. Como medida de precaução, o ônibus já está funcionando a partir de hoje” disse o prefeito de Olinda, Professor Lupércio, durante o lançamento do micro-ônibus, na manhã desta quarta.

A Central de Monitoramento Móvel instalada no micro-ônibus da Guarda Municipal vai funcionar pela primeira vez. São sete câmeras de monitoramento via transmissão de rádio, cinco externas e duas internas, além de três monitores e três pessoas trabalhando na Central. O micro-ônibus havia sido adquirido pela Prefeitura de Olinda, em um convênio com o Ministério da Justiça, em fevereiro de 2015, mas não chegou a ser utilizado por conta de problemas com o emplacamento do veículo.

Além disso, está prevista a utilização de uma plataforma de observação elevada da Secretaria de Defesa Social (SDS), instalada na Praça do Carmo. Ainda não foi definido onde o micro-ônibus vai operar, mas a intenção é que ele fique localizado nos arredores da sede da Prefeitura de Olinda.

Além disso, também ocorre nesta quarta-feira uma reunião entre a Polícia Militar, Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros, a Cúpula de Segurança Municipal, o Ministério Público e o Conselho Tutelar, para determinar medidas de segurança para as prévias.

As 16 câmeras da SDS instaladas no Sítio Histórico voltarão a funcionar no domingo (29) para o Carnaval. As imagens serão enviadas para a plataforma de observação elevada no Carmo, onde dois policiais militares estarão monitorando 24h por dia. A medida é uma alternativa para solucionar temporariamente o problema das câmeras, que não estavam funcionando por conta de um defeito na transmissão de fibra ótica.

“Existe uma burocracia para se vencer até que se consiga reativar todas as câmeras, mas essa é uma alternativa tecnológica viável para que possamos nos preocupar com a segurança e não com o equipamento,” disse o coordenador do Centro Integrado de Comando e Controle da SDS, major João Barros.

Cerca de 20 câmeras, que eram utilizadas para o monitoramento de serviços públicos em Olinda, também serão remanejadas para aumentar a vigilância no Sítio Histórico. Elas funcionam via transmissão de rádio e a SDS já está avaliando quais câmeras serão realocadas e os locais em que elas serão instaladas.

Veja também

Brasil registra 2.616 óbitos por Covid-19 em 24h e total de mortes já ultrapassa 350 mil
Coronavírus

Brasil registra 2.616 óbitos por Covid-19 em 24h e total de mortes já ultrapassa 350 mil

'Se casal deu qualquer informação falsa pra mim, não fico na causa', diz advogado de Dr. Jairinho
Henry Borel

'Se casal deu qualquer informação falsa pra mim, não fico na causa', diz advogado de Dr. Jairinho