Após mudança no sinal da TV, Celpe alerta para riscos de instalar antena externa

Nos últimos oito anos, Brasil registrou 133 acidentes fatais durante a instalação de antenas, sendo 56 na Região Nordeste

Casa com poste de alta tensão em Boa Viagem Casa com poste de alta tensão em Boa Viagem  - Foto: Rafael Furtado/ Folha de Pernambuco

Com o desligamento do sinal analógico na Região Metropolitana do Recife na quarta-feira (26), a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) redobra o alerta para os cuidados com as instalações de antenas digitais externas próximo à rede elétrica. Levantamento da Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee) aponta que choques elétricos por instalação de antenas estão entre as principais causas de morte envolvendo a rede elétrica no Brasil.

Em 2016, o país registrou oito mortes durante a instalação de antenas. Nos últimos oito anos, foram 133 acidentes fatais nessa circunstância, sendo 56 no Nordeste (42% do total). Entre as principais recomendações estão: manter distância da rede elétrica, não instalar antenas em dias de chuva ou raios, não usar materiais flexíveis (bambus, canos de pvc, etc). A Celpe recomenda que o ideal é chamar um profissional capacitado.

Embora ano passado, em Pernambuco, a Celpe não tenha registrado óbitos durante a instalação de antenas, a empresa disse que promove regularmente ações educativas em comunidades e para profissionais autônomos. O tema também está sendo abordado pela 11ª Semana Nacional da Segurança/Campanha de Uso Consciente de Energia Elétrica, promovida pela Abradee, até sexta-feira (28), em todo o Brasil.

Outros riscos
As estatísticas mostram que acidentes envolvendo instalação com rede elétrica só perde para os de trabalhadores da construção civil, que entram em contato acidentalmente com a rede elétrica, e de pessoas que insistem em realizar ligações clandestinas, conhecidas como macacos.

A campanha nacional alerta também para os riscos de empinar pipa e realizar podas de árvores próximo à rede elétrica. Em 2016, 240 acidentes fatais envolvendo a rede elétrica foram contabilizados em todo o Brasil, em 80% desse total as vítimas foram profissionais da construção civil que entraram em contato, acidentalmente, com a rede elétrica.

No ano passado, em Pernambuco, seis óbitos foram registrados, dois em obras de construção, dois realizando ligações clandestinas, um que estava sobre uma laje tocou na rede elétrica e outro ao encostar na rede de média tensão com uma haste metálica durante a tentativa de tirar coco.

Mudança no sinal
O logotipo com a letra “A” - de analógico -, inserido como “marca d’água” na programação das emissoras abertas para alertar os telespectadores sobre a transição desapareceu, e Recife se torna a primeira região metropolitana do Nordeste a ingressar na era digital.

Além da capital pernambucana, perdem também o sinal analógico os municípios de Pernambuco: Abreu e Lima, Araçoiaba, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Igarassu, Ilha de Itamaracá, Ipojuca, Itapissuma, Jaboatão dos Guararapes, Moreno, Olinda, Paulista e São Lourenço da Mata.

Veja também

Governo de Pernambuco faz nova ameaça de restringir acesso aos parques
Covid-19

Governo de Pernambuco faz nova ameaça de restringir acesso aos parques

Brasil tem 1.340 mortes e mais de 64 mil casos da Covid-19 registrados em 24 horas
Boletim Pandemia

Brasil tem 1.340 mortes e mais de 64 mil casos da Covid-19 registrados em 24 horas