Após ouro feminino, Brasil estreia no handebol masculino

Equipe inicia a campanha contra o México, às 20h desta quarta (31). Apenas o campeão tem vaga para Tóquio-2020

Pivô Alexandre Pozzer, da seleção masculina de handebol Pivô Alexandre Pozzer, da seleção masculina de handebol  - Foto: Patrick Stollarz/AFP

A seleção brasileira masculina de handebol estreia nos Jogos Pan-Americanos de Lima nesta quarta-feira (31), com a meta de repetir o resultado do time feminino nacional e buscar uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, destinada apenas ao vencedor do Pan. A equipe estreia contra o México, às 20h (de Brasília). Na primeira fase, ainda terá como adversários no seu grupo Peru e Porto Rico.

Após terminar o último Mundial, em janeiro, na nona posição (melhor resultado de sua história), o técnico Washington Nunes chega confiante a Lima, mas projeta o clássico contra a Argentina, na provável decisão do torneio, como principal desafio. Ele alerta, contudo, que a boa campanha no Mundial não é garantia de que o time será campeão no Pan. 

Leia também:
Com reforço de Éder, vôlei masculino estreia no Pan de Lima

O handebol nacional tenta se reerguer neste ano após alguns contratempos em 2018, com o afastamento do então presidente da Confederação Brasileira (CBHb) e a perda dos patrocínios dos Correios e do Banco do Brasil. Nunes vê no Pan uma oportunidade de dar ritmo ao seu elenco já de olho na Olimpíada do ano que vem. Fora isso, é uma chance de mostrar o valor do handebol ao Comitê Olímpico do Brasil (COB), hoje seu principal financiador.


Veja também

Brasil acumula 141.406 mortes pelo novo coronavírus
Saúde

Brasil acumula 141.406 mortes pelo novo coronavírus

Trump indica Amy Coney Barrett para Suprema Corte
internacional

Trump indica Amy Coney Barrett para Suprema Corte