Após paralisação, centrais sindicais se preparam para acompanhar votação da PEC 55 em Brasília

Após paralisação, centrais sindicais se preparam para acompanhar votação da PEC 55 , dia 29

Julio Lossio foi expulso do partido pela executiva nacional da legenda, mas o MPF deu parecer favorável à sua candidatura ao Governo de Pernambuco. TRE pode julgar o caso nesta quinta (4)Julio Lossio foi expulso do partido pela executiva nacional da legenda, mas o MPF deu parecer favorável à sua candidatura ao Governo de Pernambuco. TRE pode julgar o caso nesta quinta (4) - Foto: Rafael Furtado

 

Como no último dia 11, protestos contra a PEC 55, que limita os gastos do Governo Federal por 20 anos, voltaram a ocorrer na sexta-feira (25). No Estado, houve bloqueios no trânsito nas BRs 101 e 232 e em avenidas do Recife. Quem precisou de metrô também ficou sem o serviço em alguns horários. À noite, volta para casa complicada em avenidas como Agamenon Magalhães e Conde da Boa Vista, no Centro. A promessa das centrais sindicais que promoveram os atos é de se mobilizarem em Brasília na próxima terça-feira, para quando está prevista a votação da PEC no Senado.

Pela manhã, manifestantes ligados à CUT e ao MST atearam fogo em pneus e fecharam o cruzamento das avenidas Norte e Cruz Cabugá. Na avenida Caxangá, a manifestação ocorreu nas proximidades do viaduto da BR-101. Na Agamenon Magalhães, o trânsito também foi fechado, e o prédio da Cehab, ocupado.

Na BR-232, em Jaboatão , não restou alternativa a quem não pôde seguir o percurso a não ser sentar e esperar. Foi o caso do caminhoneiro Jackson da Silva. “Não estou em desacordo com o pessoal fechar isso, mas eles deveriam fechar em Brasília, que resolveria alguma coisa”, afirmou. O aposentado Marcos Sales não escondeu a insatisfação. “Eles têm o direito de reivindicar, mas acho que o tempo é muito longo”, afirmou. Já na BR-101, o protesto ocorreu na altura de Goiana. No Recife, o maior ato, no Derby, comecou por volta das 15h e se estendeu até o início da noite.

Policiais civis também aderiram ao dia de protesto e, por isso, algumas delegacias tiveram o atendimento reduzido, recebendo, somente, flagrantes. Já no metrô, houve expediente somente nos horários de pico da manhã e da tarde. Às 16h30, quando as estações foram reabertas, houve tumulto de passageiros ansiosos para entrar e pegar o transporte. Agências bancárias na avenida Conde da Boa Vista e no Parque 13 de Maio também foram cenário de paralisações. No fim do dia, o presidente da CUT, Carlos Veras, avaliou o movimento. “Mais de 12 mil trabalhadores e trabalhadoras deram um grito de liberdade. Essa PEC é uma maldade”.

 

Veja também

Jovem de 18 anos é encontrada morta em cisterna de casarão em Jaboatão
Jaboatão

Jovem de 18 anos é encontrada morta em cisterna de casarão

Médium João de Deus foi internado no Sírio Libanês, em Brasília
João de Deus

Médium João de Deus foi internado em hospital de Brasília