CRISE NA UCRÂNIA

Após apelo do presidente ucraniano, população de Kharkiv forma grandes filas para doar sangue

Imagens divulgadas na internet mostram centenas de pessoas mobilizadas, aguardando a vez de doar

Imagens divulgadas na internet mostram centenas de pessoas mobilizadas, aguardando a vez de doarImagens divulgadas na internet mostram centenas de pessoas mobilizadas, aguardando a vez de doar - Foto: Reprodução/Twitter/Emily Upton

Após o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, fazer, nesta quinta-feira (24), um apelo para que os cidadãos ucranianos doem sangue para militares feridos após invasão da Rússia no país, a população de Kharkiv, localizada ao leste, fez fila nas portas dos bancos de sangue da cidade.

Imagens divulgadas na internet mostram centenas de pessoas mobilizadas, aguardando a vez de doar.
 


Além de pedir doações de sangue, o presidente ucraniano convocou “todos os que puderem” a se juntarem às forças armadas para ajudar a defender o país, prometendo disponibilizar armas a todos que forem para o combate.

“Esteja pronto para defender seu Estado em praças ou cidades. Cada cidadão deverá decidir o futuro de nosso povo”, disse Zelensky.

O presidente afirmou, ainda, que o país cortou relações diplomáticas com a Rússia

"A Ucrânia esta se defendendo e não deve perder sua liberdade. O direito de defender nossas vidas é nosso maior valor”.

O Exército russo anunciou, nesta quinta, que destruiu, após invasão ordenada por Moscou, 74 instalações militares na Ucrânia, incluindo 11 aeródromos, além de três postos de comando, uma base naval ucraniana e 18 estações de radar dos sistemas de defesa antimísseis ucranianos S-300 e Buk-M1, bem como um helicóptero de ataque e quatro drones Bayraktar TB-2 de fabricação turca.

Veja também

Com duas vaginas e sem ânus, mulher vive com condição genética ultrarrara

Com duas vaginas e sem ânus, mulher vive com condição genética ultrarrara

Militar das Filipinas fica gravemente ferido após colisão de navio com embarcação da China
internacional

Militar das Filipinas fica gravemente ferido após colisão de navio com embarcação da China

Newsletter