Área onde policiais foram atropelados é perigosa, alerta CBTU

Segundo gerente operacional da CBTU, no local pode haver o cruzamento de quatro trens ao mesmo tempo

Murilo Barros, gerente operacional da CBTUMurilo Barros, gerente operacional da CBTU - Foto: Julya Caminha/Folha de Pernambuco

O gerente operacional da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Murilo Barros, informou, na manhã desta quarta-feira (16), que o local onde ocorreu o atropelamento que vitimou fatalmente dois policiais militares é um local perigoso. Segundo Murilo, pode haver o cruzamento de quatro trens ao mesmo tempo.

Leia também
PM decreta luto de três dias pela morte de militares atropelados por trem
Corpos de policiais que morreram atropelados por trem são velados
Dois PMs morrem atropelados pelo metrô do Recife e dois ficam feridos


O gerente operacional da CBTU esclareceu que existe um procedimento que, quando o trem cruza com o outro, as luzes se apagam para poder não ofuscar a visão do maquinista. "A área onde ocorreu o atropelamento é muito escura e os trens são muito silenciosos ao longo da via", comentou Murilo.

O gerente ainda afirmou que não há possibilidade dos policiais terem sofrido algum choque antes do atropelamento. "Só poderia ter ocorrido um eletrocutamento caso algum cabo de energia tivesse sido roubado, o que não ocorreu", finalizou.

Veja também

Ucrânia acusa Rússia de querer 'destruí-la'
Mundo

Ucrânia acusa Rússia de querer 'destruí-la'

São Paulo sofre falta crítica de medicamentos para intubação, alertam autoridades
Coronavírus

São Paulo sofre falta crítica de medicamentos para intubação, alertam autoridades