Argentina encerra campeonatos e suspende rebaixamento até 2022

Das seis vagas de equipes argentinas para a Copa Libertadores do ano que vem, quatro já estão confirmadas por Boca Juniors, River Plate, Racing e Argentinos Juniors

River Plate x Boca Juniors pela final da Libertadores River Plate x Boca Juniors pela final da Libertadores  - Foto: Gabriel BOUYS / AFP

O presidente da Associação do Futebol Argentino (AFA), Claudio "Chiqui" Tapia, afirmou nesta segunda-feira (27) que os campeonatos da temporada 2019/2020 do futebol nacional estão encerrados.

A decisão será confirmada nesta terça (28), em reunião do Comitê Executivo da entidade. Tapia também afirmou que não haverá rebaixamentos até 2022, mas sim acessos. Os clubes que subirão de divisão, porém, deverão fazê-lo "dentro de campo", assim que as autoridades governamentais permitirem o retorno da prática do futebol.

Leia também:
'Não estamos nem perto do retorno do futebol', diz ministro argentino
AFA vai encerrar temporada do futebol argentino, diz jornal
Treinos de futebol voltarão em maio, diz primeiro-ministro da Itália

Atualmente, a tabela da primeira divisão argentina tem 24 clubes. Em edições recentes, o campeonato chegou a ter 30 equipes. Os presidentes de Boca Juniors e River Plate não gostaram da possibilidade de novo inchaço no número de participantes. Um dos times que lutava contra o rebaixamento na atual temporada era o Gimnasia y Esgrima, comandado por Diego Maradona. De acordo com Tapia, o sistema de promédios, que designa os clubes rebaixados a partir da média de pontuação das últimas três temporadas, será retomado em 2022.

"O próximo torneio, em 2021, também será jogado sem rebaixamentos, mas já haverá promédio para que os descensos sejam retomados em 2022. Para alguns pode ser antipática [a decisão], mas há também realidades econômicas. No futebol, a recuperação econômica será lenta e nós dirigentes teremos que buscar medidas, como estas que estão sendo praticamente tomadas, para gerar novos recursos e sair da crise", disse Tapia em entrevista ao canal TNT Sports.

Das seis vagas de equipes argentinas para a Copa Libertadores do ano que vem, quatro já estão confirmadas: Boca Juniors (campeão da última Superliga), River Plate, Racing e Argentinos Juniors. Os outros dois classificados ainda serão definidos com o vencedor da Copa Argentina e o ganhador da Copa da Superliga.

A Copa da Superliga tinha início previsto para o mês de março, no fim de semana seguinte ao do título da Superliga conquistado pelo Boca Juniors. A pandemia do coronavírus, porém, suspendeu o futebol no país. Os seis clubes classificados para a Copa Sul-Americana de 2021 já estão definidos: Vélez Sarsfield, San Lorenzo, Newell's Old Boys, Talleres, Defensa y Justicia y Lanús.

"Hoje não podemos dizer quando voltaremos a jogar. Não é uma decisão nossa. Assim que pudermos, voltaremos. E se tivermos que jogar em janeiro, jogaremos em janeiro. Temos muito respeito pelas medidas sanitárias e tomadas e todos os argentinos devemos cumpri-las. Ficou claro que a primeira coisa é preservar a vida acima do econômico", afirmou Claudio Tapia.

Veja também

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista
RMR

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro
Imunização

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro