Arrasta-pé reúne idosos no Classic Hall, em Olinda

Evento é organizado pela Prefeitura do Recife há 16 anos e contou com animação da banda Tangarás

Da esq. para a dir.: as noivas Elfa Marques, 73, Maria José Pinto, 72, e a princesa e rainha do milho Arimá Santana, 66, e Sheyla Vila Nova, 62Da esq. para a dir.: as noivas Elfa Marques, 73, Maria José Pinto, 72, e a princesa e rainha do milho Arimá Santana, 66, e Sheyla Vila Nova, 62 - Foto: Julya Caminha/Folha de Pernambuco

Uma festa para todas as idades. O São João da Pessoa Idosa do Recife já é tradição na capital pernambucana e há 16 anos reúne não só recifenses como pessoas de outras regiões do Estado. O evento aconteceu na tarde desta terça-feira (18), no Classic Hall, no bairro de Salgadinho, em Olinda. 

O arrasta-pé neste ano ficou por conta da banda Tangarás, com um repertório de sucessos como “Vem Morena”, de Luiz Gonzaga, “Ai que saudade d’ocê”, de Vital Farias, “Feira de Mangaio”, parceria de Glorinha Gadelha e Sivuca, eternizada na voz de Clara Nunes, até “Anjo Querubim”, do grupo Limão com Mel. “Sebastiana”, de Jackson do Pandeiro, e “Banquete dos Signos”, de Zé Ramalho também foram lembradas.

Composto em sua grande maioria por grupos de convivência, o evento contou com a presença de diversas caravanas, que formaram filas de ônibus em frente ao Classic Hall. Dentre as presentes estavam as Mulheres em Movimento, de Camaragibe; a Academia da Saúde, de Igarassu; e os grupos Felicidade, de Vitória de Santo Antão; e Combustível e Alegria, de Barra de Jangada, em Jaboatão dos Guararapes.

Leia também:
Baile da Pessoa Idosa anima foliões no Classic Hall
Brasil se inspira no Uruguai para adotar políticas para idosos
A era dos 'superidosos': a vida depois dos 80 anos
A musculação e os idosos


Vestidos de cangaceiros, a costureira Maria Lúcia Lima, 57, e o técnico de som Emanuel de Lima, 50, integrantes do grupo Arco-Íris, do bairro da Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes, frequentam o baile há três anos. “A festa aqui faz parte da nossa programação. Começamos em Caruaru e hoje vamos nos divertir e dançar bastante”, contou Maria Lúcia. “A diversão é que é boa”, concordou o esposo.

O casal Emanuel de LIma, 50, e Maria Lúcia, 57, frequenta o São João da Pessoa Idosa há três anos

O casal Emanuel de Lima, 50, e Maria Lúcia, 57, frequenta o São João da Pessoa Idosa há três anos - Crédito: Julya Caminha/Folha de Pernambuco

Maria José Pinto Papa, 72, conta que inicia a programação já no dia 1º de junho. Vestida de noiva, lembra que a fantasia é pensada em grupo, assim como a programação. “A gente faz a roupa, combina o que cada uma vai ser [tal como nas quadrilhas tradicionais] e combina o horário do encontro e da saída.” Perguntada pelo noivo, brinca. “O noivo deu uma saída, mas hoje eu vim preparada.”

Para o artista plástico Maurício Claudino, 65, iniciativas como o São João da Pessoa Idosa mantém vivo o interesse por integrar a programação cultural do Estado independente da idade. “O evento reúne pessoas que têm o estímulo de produzir uma fantasia, como é o meu caso. Isso dá uma sensação de que continuar é preciso”, conta.

Para todos os públicos
A gerente da Pessoa Idosa do Recife, Cacilda Menezes, explica que a festa é organizada para acolher, em média, dez mil idosos da Região Metropolitana e outros municípios. “A gente sabe que Recife é um pólo de concentração social, político e econômico, então recebemos pessoas de vários municípios. Estamos preparados para recebê-los com água, pois a hidratação é muito importante.”

Espaços foram reservados para os idosos de instituições de longa permanência que têm algum tipo de mobilidade reduzida. “O direito à cultura é um direito que independe da idade da pessoa. A gente sabe que o São João é uma festa muito forte e tradicional. O objetivo é que aquela pessoa continue usufruindo deste momento, com boa música e em segurança”, disse a gerente.

Veja também

Covid-19: Brasil passa das 210 mil mortes causadas pela pandemia
Boletim Pandemia

Covid-19: Brasil passa das 210 mil mortes causadas pela pandemia

Avião com vacina contra Covid-19 para Pernambuco aterrissa no Recife
COVID-19

Avião com vacina contra Covid-19 para Pernambuco aterrissa no Recife