NATAL SEM FOME

Árvore de Natal com carcaças e restos de alimentos em Copacabana alerta para a fome

Ato foi promovido pela Ação Cidadania para abrir a campanha Natal sem Fome

Campanha do Natal Sem Fome faz árvore de Natal com restos de comida Campanha do Natal Sem Fome faz árvore de Natal com restos de comida  - Foto: Ação Cidadania

Uma árvore de Natal feita com restos de alimentos e uma mesa montada para ceia, porém com pratos vazios. Essa foi a forma que a Ação da Cidadania encontrou para chamar atenção para a fome no Brasil e abrir a sua tradicional campanha de Natal. O ato simbólico ocorreu neste domingo (16), na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.

Quem passou também pôde simular, em totens, uma compra mensal para uma família de quatro pessoas, usando apenas R$ 303. Ao final da fatura, o consumidor ainda era lembrado que outras contas básicas, como aluguel, luz e gás, haviam ficado pendentes. O objetivo, segundo Rodrigo “Kiko” Afonso, diretor-executivo da entidade, era promover um exercício de empatia.

"Levamos para Copacabana equipamentos para simular as compras de comida de famílias pobres. Não podemos passar mais um ano vendo a população se alimentando com restos, carcaças, peles e correndo atrás de caminhões de lixo. Se isso não é desumano, não sei mais o que é", disse.

Mais de 300 comitês e lideranças voluntárias estiveram presentes no evento, que contou com espaço para arrecadação de alimentos, painéis informativos, atividades para crianças e loja para venda de produtos da ONG.

33 milhões com fome

Dados da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), divulgados recentemente em parceria com a Ação da Cidadania, indicam que a insegurança alimentar é maior em lares com crianças abaixo de 10 anos.

No Brasil, 33 milhões de pessoas passam fome. E o Rio de Janeiro tem mais de sua 15% da população sem ter o que comer. Apesar disso, as doações têm diminuído.

"A fome não é coisa que as pessoas encaram como problema contínuo. Em geral, elas fazem doações pontuais, ao invés de recorrentes. Mas, sem alimento, as crianças não conseguem estudar, os adultos não conseguem procurar emprego, ninguém tem força para nada", alerta o diretor da entidade. "Disponibilizar alimentação, neste momento, é o mínimo para que as pessoas possam acessar outras oportunidades".

A meta da Ação Cidadania é arrecadar pelo menos 5 milhões de toneladas de alimentos no fim deste ano. Interessados em participar da campanha Natal Sem Fome podem fazer doações pela internet até o final de dezembro, na página oficial (www.natalsemfome.org.br) ou através do PIX: [email protected].

"Queremos sempre arrecadar o máximo possível de alimentos, porque cada grão faz diferença brutal na mesa de quem passa fome", finaliza Afonso.

Veja também

Saúde pública: UPAE em Carpina agora oferece atendimentos em ginecologia e exames de endoscopia
SAÚDE

Saúde pública: UPAE em Carpina agora oferece atendimentos em ginecologia e exames de endoscopia

Canção denuncia exploração sexual de crianças em Marajó, e famosos iniciam campanha
pará

Canção denuncia exploração sexual de crianças em Marajó, e famosos iniciam campanha