Assaltantes fazem refém em agência do Banco do Brasil em Bezerros

Testemunhas contaram que o tesoureiro da agência foi levado ao banco com bombas amarradas ao corpo para pegar dinheiro e sua família seria refém dos criminosos.

Senador Lindbergh Farias (PT-RJ)Senador Lindbergh Farias (PT-RJ) - Foto: Reprodução de vídeo

Uma pessoa foi feita refém durante um assalto a uma agência do Banco do Brasil, na manhã desta quinta-feira (27) na área central de Bezerros, Agreste de Pernambuco. Segundo informações iniciais, o refém é parente de um funcionário. Testemunhas contaram que o tesoureiro da agência foi levado ao banco com bombas amarradas ao corpo para pegar dinheiro e sua família seria refém dos criminosos. A Polícia não confirma a informação, mas mantém equipes no local.

A Polícia Civil informou, pouco depois do meio-dia, que o refém acabou de ser liberado. 

Um morador da cidade, por meio de áudio no WhatsApp, afirma que o comércio da área próxima ao Banco do Brasil fechou as portas e que há muito tumulto e correria no local. Duas viaturas da Polícia Militar bloqueiam a rua. 

#BezerrosPedePaz 

Moradores denunciam a violência e afirmam que não se sentem seguros em Bezerros, Agreste do Estado. "Estamos trancafiados em casa e a bandidagem está solta nas ruas. Durante o dia a gente já fica com medo, quando começa a anoitecer ninguém mais sai de casa", afirma uma moradora que não quis se idenficar.

Ainda segundo moradores, no último final de semana, cinco pessoas foram assassinadas na região e os assaltos e cenas de violência são corriqueiras: "Uma feirante foi vítima de bala perdida durante uma tentativa de homicídio, nesta quarta, na feira. Ou seja, a gente não tem mais tranquilidade para andar na rua porque começa um tiroteio no meio da feira", comenta a moradora.

Os assaltos frequentes na cidade são compartilhados nos grupos de WhatsApp e diante desta situação moradores criaram uma hashtag e uma campanha, que está circulando nas redes sociais, que pede paz para Bezerros (veja imagem abaixo). 

Veja também

Região de San Francisco, nos EUA, impõe novo 'lockdown' após alta nos casos
EUA

Região de San Francisco, nos EUA, impõe novo 'lockdown' após alta nos casos

Duas crianças morrem em tiroteio na Baixada Fluminense
Rio de Janeiro

Duas crianças morrem em tiroteio na Baixada Fluminense