A-A+

retorno à terra

Astronautas chineses retornam à Terra após missão espacial de 90 dias

Os três homens decolaram em 17 de junho do deserto de Gobi, noroeste da China

Astronautas chineses retornam à Terra após missão recorde de 90 diasAstronautas chineses retornam à Terra após missão recorde de 90 dias - Foto: Greg Baker/AFP

Três astronautas chineses retornaram nesta sexta-feira (17) à Terra após um período recorde de três meses a bordo da estação espacial do país, que está em construção. 

Os três homens decolaram em 17 de junho do deserto de Gobi, noroeste da China. A missão Shenzhou-12 foi a mais longa do país no espaço.

Com o auxílio de paraquedas, a cápsula pousou nesta sexta-feira às 13H35 (2H35 de Brasília) no deserto de Gobi, segundo imagens exibidas pelo canal estatal CCTV, que informou que os tripulantes estavam em boas condições de saúde.

A missão representa uma nova etapa no ambicioso programa espacial chinês, que já possui sondas na Lua e em Marte e prevê o envio de astronautas à Lua até 2030.
 

A CCTV exibiu ao vivo o retorno dos três homens, com direito a imagens de uma câmera a bordo da cápsula que mostrou o voo em grande velocidade sobre o deserto.

Durante a missão, os astronautas trabalharam na instalação da estação espacial que teve o primeiro elemento lançado em abril. Eles fizeram várias saídas ao espaço.

A missão Shenzhou-12 foi a terceira das 11 que serão necessárias para a construção da estação espacial, entre 2021 e 2022. Quatro missões serão tripuladas.

Uma vez concluída, a estação Tiangong (Palácio celestial) terá dimensões similares a da antiga estação soviética Mir (1986-2001) e deve ter uma vida útil de pelo menos 10 anos, segundo a agência espacial chinesa.

Veja também

DNA confirma que homem é bisneto de Touro Sentado
Engenharia genética

DNA confirma que homem é bisneto de Touro Sentado

Uso de fluvoxamina reduz hospitalizações por Covid, aponta estudo
Coronavírus

Uso de fluvoxamina reduz hospitalizações por Covid, aponta estudo