GUERRA NA UCRÂNIA

Ataque em base militar na Ucrânia deixa 35 mortos, segundo novo balanço do governo

Os incêndios na base militar foram quase completamente extintos e os bombeiros estavam vasculhando os escombros

Bombardeio na UcrâniaBombardeio na Ucrânia - Foto: Aris Messinis / AFP

Trinta e cinco pessoas morreram e 134 ficaram feridas no bombardeio russo deste domingo (13) a uma base militar ucraniana no oeste do país, perto da fronteira polonesa, de acordo com um novo relatório do governador da região, Maxim Kozitski. 

Anteriormente, as autoridades tinham reportado um saldo de 9 mortos e 57 feridos naquela base em Yavoriv, a cerca de 40 km a noroeste de Lviv e a cerca de 20 km da fronteira com a Polônia. 

"Tenho que anunciar que infelizmente perdemos mais heróis: 35 pessoas morreram como resultado do bombardeio do Centro Internacional de Manutenção da Paz e Segurança", escreveu Kozitski mais tarde no Telegram, atualizando o número inicial de nove mortos.

Outros "134 com ferimentos de gravidade variável estão em um hospital militar", acrescentou Kozitski, alertando que o número de vítimas pode aumentar. 
 

Os incêndios na base militar foram quase completamente extintos e os bombeiros estavam vasculhando os escombros.

Este complexo também foi um centro para exercícios conjuntos envolvendo soldados ucranianos e aliados da Otan. 

Por sua vez, o ministro da Defesa ucraniano, Oleksii Reznikov, destacou que os instrutores estrangeiros estavam trabalhando, embora não tenha esclarecido se havia algum presente durante a ofensiva.

Veja também

Paciente de 60 anos testa positivo para Covid-19 há 471 dias; entenda
SAÚDE

Paciente de 60 anos testa positivo para Covid-19 há 471 dias; entenda

Mortes maternas no Brasil são 49,6% maiores que o número oficial, diz estudo
Brasil

Mortes maternas no Brasil são 49,6% maiores que o número oficial, diz estudo