Ataque na França

'Ataque terrorista islâmico', diz Macron após assassinato de três pessoas a facadas na França

'Não cederemos' os valores franceses, disse o presidente à imprensa, nesta quinta-feira

Presidente da França, Emmanuel MacronPresidente da França, Emmanuel Macron - Foto: Eric Gaillard/Pool/AFP

O presidente da França, Emmanuel Macron, chamou de "ataque terrorista islâmico" o assassinato de três pessoas, uma delas decapitada, cometida nesta quinta-feira (29), em uma igreja na cidade de Nice, no sudeste do país.

"Não cederemos" os valores franceses, disse o presidente à imprensa, que se deslocou a esta cidade da Riviera Francesa após o atentado para expressar seu apoio aos católicos e para divulgar uma mensagem de união nacional.

 

O agressor, com idade por volta de 30 anos, ferido durante a intervenção da polícia, foi levado para o hospital. Ele invadiu às 9h locais (5h de Brasília), armado com uma faca, a basílica Notre-Dame,  no coração desta cidade da Riviera Francesa de pouco mais de 500 mil habitantes, que há quatro anos foi cenário de um atentado que deixou 86 vítimas fatais.

Duas vítimas são um homem e uma mulher que foram assassinados dentro da basílica. A terceira vítima, gravemente ferida, conseguiu fugir para um bar próximo, mas não resistiu e faleceu pouco depois, informaram fontes policiais.

Veja também

Mundo registra maior número de mortes por Covid-19 em um único dia
Coronavírus

Mundo registra maior número de mortes por Covid-19 em um único dia

STF adia decisão sobre remarcação de concursos por crença religiosa
justiça

STF adia decisão sobre remarcação de concursos por crença religiosa