mundo

Ataques israelenses na Síria mataram uma menina e três combatentes do Hezbollah

A ONG confirmou, ainda, que uma menina morreu em Banyas e acrescentou que 20 civis ficaram feridos

 Criança ferida recebendo cuidados médicos em um hospital na cidade costeira de Baniyas, após o que o Ministério da Defesa da Síria disse ser um ataque aéreo israelense Criança ferida recebendo cuidados médicos em um hospital na cidade costeira de Baniyas, após o que o Ministério da Defesa da Síria disse ser um ataque aéreo israelense - Foto: Sana / AFP

Ao menos uma menina morreu e vários civis ficaram feridos na Síria em um ataque aéreo israelense em uma cidade costeira no centro do país, informaram, nesta quarta-feira (29), autoridades e uma ONG, que também relataram a morte de três combatentes sírios do Hezbollah libanês.

"O inimigo israelense lançou um ataque aéreo (...) contra uma localidade no centro e um edifício residencial na cidade de Banyas, no litoral, matando uma menina e ferindo dez civis", informou o ministério da Defesa em um comunicado.
 

Mais cedo, a agência oficial de notícias Sana informou que a defesa aérea da Síria agiu e "interceptou alvos inimigos no céu da cidade de Homs", na região central do país.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), ONG sediada no Reino Unido e que tem uma rede de fontes na Síria, informou que Israel atacou "ao menos uma instalação militar (...) na região de Homs", e "três membros sírios do Hezbollah libanês" morreram.

 

Veja também

Baleados em meio ao descaso: a dupla sentença dos haitianos
haiti

Baleados em meio ao descaso: a dupla sentença dos haitianos

Terceira idade, eleitorado fundamental na França, se aproxima da extrema direita
eleições

Terceira idade, eleitorado fundamental na França, se aproxima da extrema direita

Newsletter