Ato em homenagem a Miguel acontece nesta sexta

Organizadores pedem que os participantes usem preto, levem flores e também respeitem o isolamento social

Edifícios Píer Duarte Coelho e Píer Maurício de Nassau, no RecifeEdifícios Píer Duarte Coelho e Píer Maurício de Nassau, no Recife - Foto: Reprodução / Google Maps

Miguel Otávio Santana da Silva, 5 anos, que morreu na terça-feira (2), após cair do nono andar de um prédio do Recife, será homenageado nesta sexta (5). Os organizadores do ato também farão um protesto e pedem que as pessoas vistam preto e, se possível, levem flores, velas e balões pretos. Alertam ainda para que usem máscara e respeitem o distanciamento social. Ele era filho da empregada doméstica cuja patroa está sendo responsabilizada pela polícia.

A concentração do ato será no prédio do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), a partir das 13h, com destino ao Condomínio Píer Maurício de Nassau, onde Miguel morreu, onde mora a empregadora de Mirtes, a quem foi atribuída a responsabilidade de culpa segundo a Polícia Civil do Estado. Seguindo a Lei de Abuso de Autoridade (Lei 13.869), a Polícia Civil não divulga mais o nome de suspeitos de crimes em investigação. Mas Mirtes, em entrevista à TV Globo, disse que trabalhava para o casal Sari Gaspar Corte Real e Sérgio Hacker, prefeito de Tamandaré, município do Litoral Sul do Estado.

No dia em que Miguel morreu, Mirtes estava no apartamento da família no Recife, com Miguel e os dois filhos pequenos do casal, além de uma manicure que aguardava a chegada de Sari. Quando a dona da casa chegou, Mirtes desceu para passear com o cachorro. Foi em um intervalo de 10 a 15 minutos que a tragédia aconteceu. Não se sabe o que houve, de fato, antes do momento em que Miguel aparece dentro do elevador. Miguel caiu de uma altura estimada em 35 metros, chegou a ser socorrido, mas não resistiu. Sari está em liberdade provisória após pagar R$ 20 mil de fiança.

Repercussão
O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, utilizou o Twitter para prestar solidariedade e oferecer apoio. “A morte do pequeno Miguel Otávio, trágica perda para a família, consterna a todos nós. Estamos tristes e comovidos, neste momento de luta pelo respeito à vida. Manifestamos aos familiares nossa solidariedade e profundo pesar. Mais do que isso, colocamos à disposição a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, que contactou a família e vai acompanhar o caso. Investigação e esclarecimento devem acontecer no prazo mais breve possível”, escreveu.

Leia também:
Criança morre após cair de prédio no Recife
Moradora de prédio onde criança morreu responderá por homicídio culposo


O prefeito do Recife, Geraldo Julio, também recorreu à rede para dizer que presta “toda solidariedade à mãe e à família de Miguel, recifenses moradores do Barro, pela dor de uma perda irreparável”. No Instagram, a cantora Iza escreveu: “A história de Miguel infelizmente é uma tragédia real. Enquanto Mirtes, a mãe, carrega a maior dor possível nas costas, Sari, a patroa, paga fiança e está livre para voltar pra casa. E se fosse ao contrário?”.

Veja também

Unidade móvel oferece mamografia gratuita em Paulista
Saúde

Unidade móvel oferece mamografia gratuita em Paulista

Com doses da vacina de Oxford já no Rio, distribuição deve começar este sábado
Astrazeneca/Oxford

Com doses da vacina de Oxford já no Rio, distribuição deve começar este sábado