Ato marca quatro anos de Fórum de Diversidade Religiosa

Grupo foi criado após denúncias de intolerância recebidas pelo Ministério Público

LulaLula - Foto: Nelson Almeida/AFP

Na manhã desta sexta-feira (11), um ato no Marco Zero do Recife - na área central da Capital - marca a comemoração dos quatro anos de fundação do Diálogos - Fórum da Diversidade Religiosa em Pernambuco. Dezenas de pessoas acompanharam a manifestação, que contou com a banda de música da Polícia Militar (PM), o coral da Legião da Boa Vontade (LBV) e a Orquestra de Câmara do Alto da Mina, de Olinda. O grupo segue para a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para participar de uma audiência sobre intolerância.

O fórum foi criado há quatro anos a partir de denúncias de intolerância religiosas que chegavam ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), quando o promotor de Direitos Humanos - Westei Conde - resolveu marcar uma audiência com todos os líderes religiosos. "O fórum é a expressão da possibilidade de dar à sociedade a unidade na diversidade religiosa. É uma afirmação da democracia, que é essa possibilidade de diversas vozes conviverem respeitosamente", afirmou Conde, que esteve presente no ato. 

"Este é um momento em que a gente celebra o fórum, mas que também reafirmamos o compromisso de lutar por uma sociedade que respeite as diferenças religiosas e a laicidade do Estado", comenta o promotor. "Fazemos também a incidência para que o poder público assegure o ensino religioso que não adote o proselitismo e que coloque a manifestação da religião como uma dimensão humana", complementa. 

Para o budista Padma Sila, o fórum é fundamental na defesa do livre exercício de culto. "É fundamental que diferentes lideranças religiosas e não-religiosas possam marcar sua presença e sua posição em defesa da liberdade religiosa, além da livre expressão, em uma sociedade onde o estado laico é constantemente ameaçado em termos institucionais e de atos de intolerância religiosa praticada pela população", disse. 

Veja também

Papa Francisco se diz a favor de leis civis para casais homossexuais
Vaticano

Papa Francisco se diz a favor de leis civis para casais homossexuais

Enade 2019: alunos da rede privada foram maioria na avaliação, segundo Inep
Educa Mais Brasil

Enade 2019: alunos da rede privada foram maioria na avaliação, segundo Inep