Ato pede diálogo entre o governo estadual, Complexo de Suape e comunidades da região

Comissão das entidades deve ser recebida pela Casa Civil

Reunião da Câmara de Nazaré da Mata Reunião da Câmara de Nazaré da Mata  - Foto: Reprodução/Facebook Câmara de Nazaré da Mata

Moradores e pescadores da região do Complexo Industrial Portuário de Suape realizaram, nesta quarta-feira (26), um ato público em frente ao Palácio Campo das Princesas, no bairro de Santo Antônio, na região central do Recife. O movimento tem como pauta a luta pela permanência na terra, denúncias contra supostas violações de direitos humanos e violência sofrida pelas comunidades. Uma comissão foi formada e deve ser recebida pela Casa Civil do Governo.

De acordo com as entidade organizadoras, a ideia é abrir um canal de diálogo com o Governo do Estado. "Queremos que o Estado faça uma reparação às violações de direitos das comunidades atingidas da região", comenta uma das coordenadoras do Fórum Suape - Espaço Socioambiental, Nivete Azevedo. "Sobretudo, queremos que o Estado crie um mecanismo de diálogo com Suape e as populações atingidas pelo complexo."

A iniciativa faz parte do movimento Fórum Suape – Espaço Socioambiental, formado em articulação por diversas organizações não-governamentais e movimentos sociais.

Veja também

Fernanda Paes Leme diz ter saúde comprometida após a Covid-19
Famosos

Fernanda Paes Leme diz ter saúde comprometida após a Covid-19

Vacinação contra gripe tem mais de 90% do público-alvo imunizado
saúde

Vacinação contra gripe tem mais de 90% do público-alvo imunizado