Audiência de instrução do caso Betinho é adiada

Duas testemunhas requisitadas pela defesa estão no julgamento dos acusados de matar o promotor Thiago Farias Soares

Marília aparece, hoje, como  a  possível aposta do PT  para 2018 Marília aparece, hoje, como a possível aposta do PT para 2018  - Foto: Wilfred gadêlha

Um ano e cinco meses após o assassinato do professor Betinho, que foi morto no Edifício Módulo, em 2015, a audiência de instrução e julgamento do processo, que seria nesta segunda-feira (24), foi adiada para o dia 16 de dezembro deste ano. A audiência acontecerá na 2ª Vara do Tribunal do Júri da Capital, às 13h. O juiz que presidirá a audiência é Jorge Henriques.

O motivo do adiamento é que as duas testemunhas requisitadas pela defesa do réu Ademário Gomes da Silva para serem ouvidas na tarde desta segunda-feira (24) também tinham sido arroladas como testemunhas do julgamento, que está sendo realizado pela Justiça Federal do processo referente ao assassinato do promotor de Justiça de Itaíba Thiago faria Soares. As duas testemunhas são o delegado Alfredo Jorge Santos Araújo e o perito Adamastor Nunes de Oliveira.

No dia 16 de dezembro, está programada a última audiência de instrução do caso. Depois tem a fase das alegações finais proferidas pela acusação e pela defesa. E em seguida, a decisão que define se o réu vai ou não a Júri Popular.

Entenda o caso

Na época professor do Colégio Agnes, José Bernadino da Silva (conhecido como Betinho), foi assassinado na noite de 16 de maio de 2015. Ele foi encontrado morto, em seu apartamento. A arma utilizada foi um ferro de passar roupa, usado para desferir golpes na cabeça da vítima. O corpo de José Bernadino foi encontrado nu, com os pés amarrados e fios em volta do pescoço, o que indica tortura. A causa da morte, de acordo com o Instituto Médico Legal, foi traumatismo crânio-encefálico.

Veja também

Arce assumirá as rédeas de uma Bolívia polarizada e em crise econômica
América Latina

Arce assumirá as rédeas de uma Bolívia polarizada e em crise econômica

Rússia espera registro da Sputnik V no Brasil em dezembro e produção em janeiro
Covid-19

Rússia espera registro da Sputnik V no Brasil em dezembro e produção em janeiro