Panamá

Aumento das chuvas leva Canal do Panamá a ampliar trânsito de navios

O Canal do Panamá funciona com água doce obtida dos lagos artificiais de Gatún e Alhajuela

Bandeira do Panamá.Bandeira do Panamá. - Foto: Pexels

O Canal do Panamá aumentará o número de navios que por ali transitam diariamente de 24 para 27, graças ao aumento do nível dos lagos que abastecem a rota interoceânica.

A Autoridade do Canal do Panamá (ACP) informou que a partir do próximo dia 18 um máximo de 20 embarcações poderão atravessar a via pelas antigas eclusas, enquanto outras sete poderão fazê-lo pelas eclusas maiores, inauguradas em 2016, a partir do dia 25.

"Estas medidas permitem que a maioria dos navios que desejarem transitar pelo Canal tenham mais chances de obter uma reserva", explicou a ACP.

O Canal do Panamá funciona com água doce obtida dos lagos artificiais de Gatún e Alhajuela. Para cada navio que passa, cerca de 200 milhões de litros de água doce são despejados no mar.

Os lagos foram afetados pela falta de chuva provocada pelo fenômeno El Niño, agravado pelo aquecimento global. Segundo dados divulgados hoje pela ACP, essa situação melhorou.

O novo número de autorizações permanecerá em vigor “até que as condições justifiquem mudanças", ressaltou a ACP. Um total de 6% do comércio marítimo mundial circula pela rota panamenha, de 80 km.

Veja também

Eletrobras: trabalhadores poderão entrar em greve a partir de 3 de junho
Eletrobras

Eletrobras: trabalhadores poderão entrar em greve a partir de 3 de junho

PRF prende envolvido no 8 de janeiro que tentava fugir para Argentina
Fuga

PRF prende envolvido no 8 de janeiro que tentava fugir para Argentina

Newsletter