Coronavírus

Áustria nega entrada de alguns alemães sem teste negativo de coronavírus

A Alemanha, que havia sido pouco afetada pelo vírus, detectou um importante foco de contágio

Teste de Covid-19Teste de Covid-19 - Foto: Rodrigo Buendia/AFP

A Áustria anunciou no domingo (28) que obrigaria alguns alemães de uma região que registra um novo foco de coronavírus a apresentar um teste negativo de Covid-19 para atravessar a fronteira.

O ministro austríaco da Saúde, Rudolf Anschober, respondeu a uma pergunta do canal público de televisão ORF sobre a possibilidade de o país rejeitar, como alguns estados regionais alemães, turistas procedentes do cantão de Gütersloh (oeste da Alemanha).

Este território de 360.000 habitantes da Renânia do Norte-Westfalia voltou a adotar o confinamento desde quarta-feira (24). "Seguimos uma linha comum", respondeu Anschober, que consiste em que estas pessoas mostrem um teste feito com menos de 48 horas de antecedência.

A medida, no entanto, não afeta Warendorf, outro cantão que também voltou a impor medidas de confinamento, porque nesta região o número de casos diminuiu rapidamente.

A Alemanha, que havia sido pouco afetada pelo vírus, detectou um importante foco de contágio em um matadouro do grupo Tönnies, no qual trabalham 6.700 pessoas. Muitos funcionários procedem da Bulgária e Romênia e vários moram juntos.

Em 22 de junho as autoridades locais anunciaram o balanço de 1.553 pessoas infectadas por Covid-19 em Gütersloh, a grande maioria sem sintomas. Vinte e uma foram hospitalizadas e seis internadas no CTI.

Veja também

Paulo Skaf, que se reuniu com Bolsonaro, está com Covid-19
Bolsonaro

Paulo Skaf, que se reuniu com Bolsonaro, está com Covid-19

Três homens assaltam trem em Jaboatão dos Guararapes

Três homens assaltam trem em Jaboatão dos Guararapes