Cisjordânia

Autoridades palestinas denunciam morte de adolescente por Israel na Cisjordânia

Sultan Adul Rahman Katatbeh, 16, foi baleado em Beit Furik, no norte da Cisjordânia

Sultan Adul Rahman Katatbeh, 16, foi baleado em Beit Furik, no norte da CisjordâniaSultan Adul Rahman Katatbeh, 16, foi baleado em Beit Furik, no norte da Cisjordânia - Foto: ZAIN JAAFAR / AFP

O Ministério da Saúde da Autoridade Palestina afirmou que um adolescente morreu neste sábado vítima de disparos das forças israelenses na Cisjordânia ocupada, onde uma fonte do Exercito confirmou que as tropas abriram fogo durante a operação.

Sultan Adul Rahman Katatbeh, 16, foi baleado em Beit Furik, no norte da Cisjordânia, publicou o Ministério no Facebook.

A agência de notícias palestina Wafa informou que outras duas pessoas ficaram feridas quando as forças israelenses chegaram ao local, a leste de Nablus, atirando contra moradores.

Um comandante militar israelense declarou à AFP que as tropas operavam na região de Nablus quando "dezenas de suspeitos lançaram pedras contra as forças de segurança, que responderam com outros meios e fogo real".

Ocupada por Israel em 1967, a Cisjordânia vive um recrudescimento da violência há mais de um ano, especialmente desde o início do conflito entre Israel e o Hamas na Faixa de Gaza em 7 de outubro.

Pelo menos 546 palestinos foram mortos na Cisjordânia por soldados israelenses ou colonos desde o início do conflito, segundo autoridades palestinas, e 14 israelenses morreram em ataques palestinos, segundo dados oficiais de Israel.

Veja também

Explosão em café deixa cinco mortos na capital da Somália
ATENTADO

Explosão em café deixa cinco mortos na capital da Somália

Militantes fazem ato esvaziado contra Lula e Moraes e com exaltação a Trump
MANIFESTAÇÃO

Militantes fazem ato esvaziado contra Lula e Moraes e com exaltação a Trump

Newsletter