Avião com insumos para combate ao coronavírus chega ao Recife

Outras cidades do Brasil também receberão produtos como álcool gel, medicamentos e testes para Covid-19

Avião com insumos para ajudar no combate ao coronavírus chega ao RecifeAvião com insumos para ajudar no combate ao coronavírus chega ao Recife - Foto: Arthur de Souza / Folha de Pernambuco

A aeronave C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB) chegou ao Recife, na tarde desta quarta-feira (1º), transportando aproximadamente nove toneladas de insumos para utilização da população no combate à Covid-19. A missão foi designada pelo Ministério da Defesa em apoio ao Ministério da Saúde, faz parte da Operação Covid-19.

Além de Pernambuco, outros cinco estados do Nordeste serão contemplados com a iniciativa. Bahia, Sergipe, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte também terão à disposição produtos como álcool gel, medicamentos e testes para Covid-19. As cargas destinadas às respectivas cidades saem do Recife nesta quinta-feira (2).

Leia também:
Aviões voltam a atender a capitais e outras 19 cidades brasileiras
Aviões dos EUA partem do Japão com americanos retirados de navio

Aproximadamente 2,3 toneladas ficarão em solo pernambucano. Dos itens recebidos, o Estado terá à disposição 6.828 unidades de álcool etílico, 2.440 óculos de proteção, 13.200 toucas hospitalares, quatro mil sapatilhas, 33.600 aventais, 602.500 máscaras, 606 mil luvas e 20.049 testes rápidos para a detecção do coronavírus. Todo conteúdo ficará estocado no Almoxarifado Estadual de Medicamentos, em Jaboatão dos Guararapes.

Vale lembrar que, até o momento, Pernambuco registra 95 casos de pessoas infectadas com o novo coronavírus, além de oito mortes.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

Veja também

Confinamento contra Covid-19 é útil para América Latina? Depende, diz FMI
Coronavírus

Confinamento contra Covid-19 é útil para América Latina? Depende, diz FMI

DEM expulsa Rodrigo Maia, que chama presidente do partido de 'Torquemada Neto'
Política

DEM expulsa Rodrigo Maia, que chama presidente do partido de 'Torquemada Neto'