Carnaval

Bacalhau do Batata atrai foliões de todas as idades para Olinda

Nada de cinza nas ladeiras de Olinda na manhã desta quarta-feira.

Bacalhau do BatataBacalhau do Batata - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Nada de cinza nas ladeiras de Olinda na manhã desta quarta-feira (6). O colorido dos foliões lotou o Alto da Sé para seguir o Bacalhau do Batata. Previsto para começar às 9h, depois do Munguzá do Zuza Miranda e Thaís, o desfile só saiu perto das 11h. Ao som das baterias do grupo Samba Mix, teve queima de fogos, passistas e, claro, frevo.

"Sair no Bacalhau do Batata é uma das grandes alegrias da gente que mora aqui em Olinda. É aquela ideia de continuação, de que o frevo resiste, de que o Carnaval continua. Carnaval aqui não acaba", brinca Maria Auxiliadora, que estava acompanhada do marido, filhos e netos. "E o melhor é que dá pra brincar a família toda porque não é tão cheio como outros blocos que desfilam até terça.”

Leia também:
Dois mil litros de mungunzá garantem energia para o folião no Alto da Sé

Foliões podem recuperar documentos perdidos no Carnaval de Olinda
Pelos menos 25 pessoas dizem ter sido furadas com seringas no Carnaval do Recife  
À frente dos brincantes, o tradicional estandarte feito de bacalhau e verduras abriu ala para a folia.  Criado em 1962 pelo garçom Izaías Pereira da Silva, mais conhecido como Batata, o Bacalhau do Batata foi idealizado para os foliões que não conseguiam brincar nos dias anteriores porque estavam trabalhando, como ele. "É uma festa muito bonita, que atrai gente de todas as idades. Eu fiz parte disso e é bom estar aqui hoje", disse um dos diretores mais antigos, Antônio Lucena, que, aos 69, ainda tem fôlego para levantar o estandarte do bloco. "É a força do bacalhau."

Veja também

Amazonas receberá cota extra de vacinas para frear pandemia
Coronavírus

Amazonas receberá cota extra de vacinas para frear pandemia

Avião com doses da vacina de Oxford, produzida na Índia, chega ao Rio
Coronavírus

Avião com doses da vacina de Oxford, produzida na Índia, chega ao Rio