Baile da Pessoa Idosa do Recife elege Rei e Rainha do Carnaval 2018

Nona edição do concurso foi realizado no Paço Alfândega e contou com 21 candidatos

Concurso do Rei e da Rainha da Pessoa IdosaConcurso do Rei e da Rainha da Pessoa Idosa - Foto: Mandy Oliver/Folha de Pernambuco

O 9º Concurso do Rei e da Rainha do 17º Baile Municipal da Pessoa Idosa do Recife, foi realizado nesta tarde (23), no shopping Paço Alfândega, no Bairro do Recife. O baile, organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife será na tarde do dia 6 de fevereiro, no Classic Hall, em Olinda.

Eleito rei do Carnaval da Pessoa Idosa 2018, João Florencio Matias, de 90 anos, representa o grupo Viver Alegria. Ele disse que o segredo para manter o pique nos dias de Momo é "cuidar da alimentação e ter uma boa noite de sono". "O Carnaval, para mim, é um momento de destravar as tristezas e os problemas. Fui, em 2010, o primeiro rei do Baile da Pessoa Idosa. Depois em 2012 e agora, novamente, recebo essa alegria na minha vida", comentou João Florencio.

Leia também:
O Bonde sai com La Ursa no Carnaval do Recife
Campanha usa aplicativo de celular para denunciar assédio no Carnaval
Carnaval de Olinda terá 13 polos, Alceu Valença na abertura e Nação Zumbi no encerramento


Para Lucia Maria França, 66 anos, ser eleita rainha é "uma emoção muito grande". Ela representa o grupo Renascer, do bairro do Jordão. "Eu nasci no sábado de Zé Pereira, então gosto de Carnaval desde que nasci. Nem acredito que fui eleita rainha. O Carnaval representa alegria, energia e a nossa cultura, estou muito feliz", declarou.

A escolha das majestades foi feita em uma única etapa, onde os candidatos dançaram e desfilaram ao som de frevo. Os jurados avaliaram a coreografia, desenvoltura na passarela e simpatia dos participantes. Compuseram a mesa, os homenageados do Carnaval 2018: a cantora Nena Queiroga e o compositor Jota Michilles, além do rei Momo do Carnaval do Recife 2017, Eduardo Normande, e a rainha, Bruna Renata Barbosa.

A conselheira do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa idosa do Recife (Comdir) também julgou os candidatos. "Há cinco anos eu canto no Baile da Pessoa Idosa, e sempre fui muito bem recebida. Foi uma honra participar de um concurso são animado, todos arrasaram e representaram muito bem suas instituições", disse Nena Queiroga.

Durante o concurso houve apresentações de dança dos alunos da Escola de Frevo do Recife Maestro Fernando Borges. Os grupos do Mestre de Frevo e Arteeducador Carlos Loy e do Mestre de Frevo e Cultura Popular David Bombrill, também se apresentaram com a performace do projeto "Ilhas". Os dois vencedores foram premiados com R$ 3.500 cada e vão desfilar e receber os convidados no 17º Baile Municipal da Pessoa Idosa do Recife.

Veja também

Áreas de lazer reabertas atraem milhares de cariocas em domingo de sol
RIO DE JANEIRO

Áreas de lazer reabertas atraem milhares em domingo de sol

Espanha determina confinamento de 200 mil pessoas
Coronavírus

Espanha determina confinamento de 200 mil pessoas