Baile do Menino Deus estreia no Marco Zero, no Recife

A edição de 2019, que ainda pode ser conferida nesta terça-feira (24) e quinta (25), sempre às 20h, é a 36ª apresentação do grupo, sendo que há 16 anos a encenação é realizada, gratuitamente

Baile do Menino DeusBaile do Menino Deus - Foto: José Britto / Folha de Pernambuco

Pessoas de todas as idades lotaram a praça do Marco Zero para assistir a estreia do tradicional Baile do Menino Deus, em celebração ao Natal, na noite desta segunda-feira (23). O espetáculo conta a história do nascimento de Jesus, a partir da narração de personagens da cultura popular nordestina, tendo como cenário algumas das mais enraizadas manifestações culturais da região, como o reisado, a lapinha, o pastoril, cavalo marinho, boi de reis e muitas outras.

A edição de 2019, que ainda pode ser conferida nesta terça-feira (24) e quinta (25), sempre às 20h, é a 36ª apresentação do grupo, sendo que há 16 anos a encenação é realizada, gratuitamente, no Marco Zero. A cada nova montagem, são reveladas surpresas no evento. Este ano, por exemplo, além de novos figurinos e cenografia, a novidade fica por conta da participação do grupo Bongar, na peça dos Santos Reis, e do cantor Carlos Filho que interpretará a música Ciganinha.

Leia também:
Sexta edição do 'Natal Para Sempre' ocorre no Parque da Macaxeira
Saiba como sobreviver à ceia de Natal sendo vegetariano

Pela primeira vez a aposentada Luisinete Ribeiro, 79 anos, assistiu ao espetáculo. Sentada em um banco que trouxe de casa, ela conta que lembra de ter visto durante a infância apresentações de pastoril e reisado, presentes no espetáculo. "Acho importante um evento como este valorizar as manifestações típicas do Natal nordestino e mostrar para as novas gerações", conta com a neta Luísa, 7, no colo.

O professor Antonio Romaguera, 40, assistiu ao espetáculo pela segunda vez na noite desta segunda e aproveitou para levar o filho, o pequeno Thor Romaguera, 7. "É importante porque para as crianças é uma verdadeira iniciação à cultura popular", disse. Eles estavam acompanhados da arquiteta Nazaré Reis, 68, que disse já ter visto o espetáculo tantas vezes que perdeu a conta. "Eu vinha com meus filhos e agora trago meus netos", comenta enquanto segura a pequena Maria Paes, 7, em cima de um suporte para assistir à apresentação.

O Baile do Menino Deus é encenado no Marco Zero há 16 anos e, segundo a organização, é visto por mais de 70 mil pessoas por ano. Mais de 300 pessoas compõem a equipe envolvida com o projeto. Escrito por Ronaldo Correia de Brito e Francisco Assis Lima, com músicas de Antônio Madureira, o auto de Natal dá prioridade a figuras como o Mateus, o Jaraguá e o bumba meu boi ao invés de explorar tradições estrangeiras. A encenação mostra a busca por uma forma de abrir a porta da casa onde estão José, Maria e o recém-nascido Jesus, para celebrar a vida em clima de festa. 

Veja também

Índia satisfeita com início da campanha de vacinação
Vacina

Índia satisfeita com início da campanha de vacinação

Área técnica da Anvisa recomenda também a aprovação da vacina de Oxford
Saúde

Área técnica da Anvisa recomenda também a aprovação da vacina de Oxford