Bairro do Recife recebe mais de 300 mil pessoas e tem noite caótica na segunda de Carnaval

Foliões reclamaram de deficiências principalmente no serviço de mobilidade

Multidão na rua do Bom Jesus, no Bairro do RecifeMultidão na rua do Bom Jesus, no Bairro do Recife - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

A noite da segunda-feira de Carnaval no Bairro do Recife se tornou um caos para os brincantes. Foram relatados pelos foliões dificuldade na mobilidade para chegar e sair do foco da festa. A Autarquia de Trânsito e transporte urbano do Recife (CTTU) informou através de nota oficial que o local recebeu um dos públicos recordes com cerca de 300 mil pessoas.

A CTTU indica que foram destacados 240 agentes e orientadores de trânsito além da equipe de gerenciamento do Expresso da Folia, com mais 30 profissionais. As frotas de ônibus e táxis também foram aumentadas de acordo com a autarquia. De acordo com os foliões, entretanto, as medidas não foram suficientes para atender à demanda.

Foram relatadas queixas de engarrafamento para chegar ao local nas três principais vias de acesso : o cais Santa Rita, a ponte Buarque de Macedo e a avenida Norte Miguel Arraes de Alencar. Igor Marcelino se encaminhou ao Bairro do Recife em um táxi conveniado, mas precisou desembarcar no Parque Treze de Maio e terminar o trajeto andando porque a multidão não possibilitou o deslocamento do veículo.

A médica Isadora Santos tentou o acesso a partir de Boa Viagem e também se queixou do congestionamento, em um percurso que normalmente leva cerca de 30 minutos. “A mobilidade foi péssima. Tive dificuldade de chegar e principalmente de sair dos focos, gastando pelo menos duas horas de trajeto . Total despreparo e falta de planejamento nesse sentido”, contou.

No Instagram da Folha de Pernambuco, os seguidores também enfatizaram os problemas no acesso ao Bairro do Recife principalmente em ônibus de linha, táxis e Uber. Cintia Miranda da Silva também relatou a dificuldade para encontrar estacionamentos e disse que ficou “mais de 3 horas no trânsito”. Edlieta Barros de Melo comentou.

Leia também
Recife busca solução para trânsito na Zona Sul
[Fotos] Shows da segunda-feira lotam o Recife Antigo

Alguns foliões, por outro lado, também elogiaram o serviço do Expresso da Folia. Rafael Bispo relatou que saiu do Shopping Plaza e não teve problemas. “Bem tranquilo, pouca fila e pouca espera”, publicou.

Confira a nota oficial da CTTU:
A Autarquia de Trânsito e transporte urbano do Recife (CTTU) informa que montou um grande esquema de mobilidade com o intuito de viabilizar o acesso ao Bairro do Recife, onde está localizado o maior foco da folia do Carnaval e que ontem registrou um dos maiores públicos da história da folia recifense, com mais de 300 mil pessoas. No total, 240 agentes e orientadores de trânsito, além da equipe que gerencia a operação do Expresso da Folia, formada por 30 profissionais, trabalharam na noite da segunda-feira (12) e na madrugada desta terça-feira (13).
  
Em relação aos relatos de dificuldades na mobilidade, a CTTU esclarece que, na noite de ontem, foram vendidos 17.036 bilhetes do Expresso da Folia, 86% a mais do que na segunda-feira de Carnaval do ano passado, quando 9.149 bilhetes foram vendidos, e mais da metade de todo o Carnaval de 2017. Para atender esse aumento significativo da demanda de passageiros, foram acrescentados 19 ônibus na frota que operou durante o dia, totalizando 47 veículos em operação. É importante lembrar ainda que as linhas do Expresso da Folia que saem da Zona Sul (shoppings RioMar e Recife) contam com faixa exclusiva no Cais de Santa Rita, a partir da altura do edifício Píer Maurício de Nassau. Já os que saem da área norte (shoppings Plaza e Tacaruna) contam com faixa exclusiva na Ponte do Limoeiro e na Avenida Cais do Apolo. A medida está sendo realizada com o auxílio de blocos de concreto, garantindo ainda mais rapidez às viagens.

Já em relação ao serviço de táxi, a CTTU informa que, em 2018, assinou o Convênio Táxi Metropolitano com 9 municípios da RMR, quatro a mais do que o carnaval de 2017. São eles: Olinda, Jaboatão dos Guararapes, São Lourenço, Camaragibe, Paulista, Abreu e Lima, Igarassu, Itapissuma e Cabo de Santo Agostinho. A frota desses municípios foi somada aos 6.126 táxis cadastrados no Recife, havendo um reforço de cerca de 50% nos táxis disponíveis aos foliões. Além disso, para facilitar o embarque e desembarque das pessoas , a CTTU montou quatro pontos de táxis provisórios em locais estratégicos do Bairro do Recife, um a mais do que em 2017. Os pontos estão localizados na esquina da Avenida Martins de Barros com a Ponte Maurício de Nassau, na Avenida Alfredo Lisboa, em frete ao edifício da Receita Federal e em cima das pontes Buarque de Macedo e Giratória.

Veja também

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado
meio ambiente

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado

Pandemia causa atrasos nas obras de recuperação de Mariana
Mariana

Pandemia causa atrasos nas obras de recuperação de Mariana