Acidente

Baldwin ensaiava cena e mirava arma para câmera no momento do tiro fatal

A polícia continua investigando o incidente e executou uma ordem de busca e apreensão no set

Alec BaldwinAlec Baldwin - Foto: Angela Weiss/AFP

O ator Alec Baldwin estava ensaiando uma cena em que apontava uma arma cenográfica para a lente da câmera quando atirou na diretora de fotografia Halyna Hutchins, informa a imprensa americana, que cita o depoimento do diretor do filme sobre a tragédia.

O diretor de "Rust", Joel Souza, que estava em pé atrás de Hutchins quando a arma foi disparada, disse que ouviu algo que "soou como um chicote e depois um estalo forte", de acordo com seu depoimento, liberado para a imprensa americana no domingo à noite.

Baldwin estava "sentado em um banco de igreja no set, ensaiando. Joel disse que estava olhando por cima do ombro de Halayna" quando ouviu o tiro, informou a NBC News.

De acordo com o depoimento de Souza, Hutchins "reclamou de dores e colocou a mão na barriga".

"Joel também disse que Halayna começou a tropeçar para trás e foi auxiliada a sentar no chão", segundo a NBC. "Joel explicou que estava sangrando no ombro e que conseguia ver o sangue em Halayna". 

Hutchins, de 42 anos, foi atingida na quinta-feira por um tiro no peito quando Baldwin disparou a arma cenográfica - que haviam informado que era segura - durante as filmagens do western de baixo orçamento "Rust", no Novo México. Ela foi declarada morta no hospital horas depois. 

Souza, de 48 anos, foi internado e recebeu alta poucas horas depois. 

A polícia continua investigando o incidente e executou uma ordem de busca e apreensão no set. 

Baldwin foi interrogado pelos detetives em Santa Fé e está cooperando plenamente com a investigação. 

As atenções também se concentram no assistente de direção do filme, Dave Halls, que entregou a arma ao ator, e na especialista em armas da produção, Hannah Gutierrez-Reed, de 24 anos. 

Até o momento, no entanto, não aconteceram detenções. 

O incidente aconteceu após uma pausa para o almoço, declarou Souza em seu depoimento à polícia, que não tem certeza se a segurança da arma foi verificada novamente após o descanso. 

Um operador de câmera afirmou que o incidente não foi filmado porque o elenco e a equipe ainda estavam se preparando para a cena.

Os novos detalhes foram revelados enquanto os amigos e colegas de Hutchins, muito abalados, se reuniam para uma vigília em homenagem à diretora de fotografia em Burbank, perto de Los Angeles.  

A tragédia provocou um aumento nos pedidos para proibir o uso de armas de fogo reais nos sets de Hollywood. 

Uma petição no site change.org reuniu mais de 22.000 assinaturas para adoção da medida e Dave Cortese, democrata eleito para o Senado da Califórnia, anunciou que apoiará um projeto de lei para proibir munição real nos sets do estado. 

Veja também

Mariana Nunes celebra caminho diversosNovelas

Mariana Nunes celebra caminho diversos

Confira as rimas e versos da semana do poeta Wilson AraújoPoesia

Confira as rimas e versos da semana do poeta Wilson Araújo