Barreira cai devido a construções irregulares e atinge casas em Nova Descoberta

Segundo a Defesa Civil, ninguém ficou ferido. Cinco imóveis terão que ser desocupados por razão de segurança

Casa atingida por barreira ficou destruídaCasa atingida por barreira ficou destruída - Foto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

A Secretaria Executiva de Defesa Civil do Recife registrou um deslizamento de terra no bairro de Nova Descoberta, na Zona Norte da Cidade, na manhã desta sexta-feira (19). O incidente ocorreu na rua Cacau, na localidade conhecida como Alto do Refúgio. Com a queda da barreira, duas casas foram atingidas. Ninguém ficou ferido. Cinco imóveis terão que ser desocupados por razões de segurança.

Na hora do ocorrido, pouco antes das 10h, chovia pouco, mas a terra já estava encharcada por conta das fortes precipitações registradas desde a noite da quinta-feira (18). Na área, o cenário é de destruição. A moradora da casa mais atingida, a autônoma Rosângela Maria, 39 anos, disse que estava com dois filhos dentro do imóvel quando a barreira deslizou. Eles foram resgatados por uma brecha da porta da entrada.

“Eu acordei, por volta das 9h40, fui ao banheiro e quando saí, só escutei o estrondo. Gritei pela minha filha de dez anos, porque a cama dela fica bem perto da parede que dá para a barreira. Ela já veio gritando, chorando, e meu bebê de sete meses ficou chorando também. Fiquei desnorteada. Eu olhava para a porta e só via barro. Pensei que estava presa”, disse, aos prantos. “Não tenho para onde ir. Meu material de trabalho está todo dentro de casa. A casa era cedida para eu morar. Quem saiu no prejuízo fui eu”, complementou a moradora.

Leia mais:

- Tamandaré registrou maior precipitação nesta sexta 

Além dela, moradores da outra residência atingida e de mais três que ficam no entorno terão que sair por precaução. A recomendação foi feita pela equipe da Defesa Civil que compareceu ao local para apurar os riscos.

Construção irregular
A população alega que a água que jorrava da parte de cima da encosta, onde foi erguido um muro, pode ter contribuído para o deslizamento. “Faz seis meses que esse muro foi construído e eu sempre comentava que achava que tinha sido feito de forma irregular. Eu reclamava com a dona da barreira porque sempre estava minando água”, reclamou Rosângela.

A chefe de Atenção Social da Defesa Civil do Recife, Lílian Barbosa, confirmou que a estrutura que desabou junto com a barreira era irregular. “Esse muro, construído há seis meses, não poderia ter sido erguido com alvenaria. Teria que ser de pedra. Foi feito sem autorização da Defesa Civil e de um engenheiro responsável. Com chuva ou sem chuva, ele poderia pender”, afirmou. Ainda estava sendo construída uma casa extra para aluguel, também irregular.

Perto do local do deslizamento, algumas lonas de contenção estão rasgadas. Segundo a Defesa Civil, as trocas estão sendo providenciadas. “A gente ainda está no verão, mas nos preparamos e estamos trocando todas as lonas para as chuvas emergenciais desta época”, disse Lílian.

Transtornos

O dia foi de transtornos no trânsito por conta de alagamentos, mas não teve nenhuma outra ocorrência de queda de barreiras registrada além da de Nova Descoberta, de acordo com a Defesa Civil do Recife. O alerta de chuvas com intensidade de moderada a forte foi emitido pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) na quinta-feira e tem validade até o início da tarde deste sábado (20). O fenômeno se estende para toda a Região Metropolitana do Recife e para partes da Zona da Mata e do Agreste do Estado.

Em outros quatro municípios do Grande Recife, equipes de Defesa Civil foram acionadas ao longo do dia para troca de lonas de contenção de encostas, mas não houve incidentes envolvendo a queda de barreiras. É o caso de Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, Olinda e Paulista. Nesse último, de acordo com a Secretaria de Segurança Cidadã e Defesa Civil, 30 solicitações para reposição de lonas foram feitas pela população nas últimas horas.

Veja também

Letalidade menor da Covid-19 eleva dúvidas sobre confinamentos, diz epidemiologista
Entrevista

Letalidade menor da Covid-19 eleva dúvidas sobre confinamentos, diz epidemiologista

Arce assumirá as rédeas de uma Bolívia polarizada e em crise econômica
América Latina

Arce assumirá as rédeas de uma Bolívia polarizada e em crise econômica