A-A+

BC leiloa contratos de US$ 1 bilhão para tentar conter disparada do dólar

Temor pelo coronavírus fez câmbio da moeda americana fechar a R$ 4,444 na quarta-feira, maior cotação nominal da história

DólarDólar - Foto: Marcello Casal JrAgência Brasi

Após o dólar bater R$ 4,444, maior cotação nominal da história, o Banco Central (BC) tenta conter a disparada do câmbio da moeda americana. Segundo informações da Exame, o BC vai leiloar, na manhã desta quinta-feira (27), até 20 mil contratos de swap cambial, com valor total de US$ 1 bilhão e vencimento em agosto, outubro e dezembro de 2020.

A operação equivale a uma venda de dólares no mercado futuro para as instituições financeiras, que ficam assim protegidas contra uma eventual disparada da moeda americana no período. A medida vem logo após o mercado de capitais brasileiro viver um dia de nervosismo nessa quarta-feira (26) por causa da confirmação do primeiro caso de coronavírus no Brasil. Na quarta, o BC vendeu 10 mil contratos de US$ 500 milhões, o que não evitou que a moeda americana alcançasse a cotação recorde.

Leia também:
Coronavírus faz dólar fechar a R$ 4,45, novo recorde
Veja as dicas da OMS para se proteger do novo coronavírus

O maior efeito do leilão de swap cambial, ainda de acordo com a Exame, é mostrar ao mercado financeiro que o Banco Central está disposto a fornecer dólares para quem quiser ou precisar comprar, não havendo motivo para desespero.

A Bovespa fechou em forte queda de 7% na quarta, com 105.718,29 pontos. O Euro terminou o dia cotado a R$ 4,84.

Veja também

Preocupação com falta de mão de obra cresce na indústria, diz CNI
CNI

Preocupação com falta de mão de obra cresce na indústria, diz CNI

ONU teme 'crimes hediondos em massa' em Mianmar
Direitos Humanos

ONU teme 'crimes hediondos em massa' em Mianmar