GUERRA ISRAEL-HAMAS

Biden diz que cessar-fogo em Gaza 'provavelmente' não acontecerá até segunda

Negociações para uma nova trégua se intensificam a duas semanas do início do mês sagrado muçulmano do Ramadã

Joe BidenJoe Biden - Foto: Oliver Douliery/AFP

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta quinta-feira (29) que um cessar-fogo entre Israel e o grupo islamista palestino Hamas em Gaza "provavelmente" não será alcançado até segunda-feira.

Ele acrescentou que Washington está verificando "versões contraditórias" de disparos em um local da Faixa de Gaza onde estava sendo distribuída ajuda humanitária.

"Estamos verificando isso agora mesmo. Há duas versões contraditórias do que aconteceu, ainda não tenho uma resposta", disse aos jornalistas antes de viajar para a fronteira com o México.

Mais de uma centena de palestinos morreram em Gaza durante a distribuição de ajuda humanitária. O Hamas acusou os soldados israelenses de abrir fogo contra uma multidão faminta.

Fontes israelenses confirmaram que militares, que se sentiam "ameaçados", abriram fogo, mas negaram que esses disparos sejam responsáveis por esse número de mortes.

Questionado se estava preocupado que isso complicasse as negociações para um cessar-fogo entre Israel e o Hamas, Biden respondeu: "Sei que será assim".

A duas semanas do início do mês sagrado muçulmano do Ramadã, as negociações para uma nova trégua estão se intensificando.

Biden havia dito no início desta semana, em Nova York, que tinha "esperança" de que um cessar-fogo fosse alcançado "até a próxima segunda-feira".

Veja também

Lembra quando Bolsonaro era o fascista?', questiona filho de John Lennon, Sean Ono
Política

Lembra quando Bolsonaro era o fascista?', questiona filho de John Lennon, Sean Ono

Estudo indica que bonobos são mais agressivos do que se pensava
Bonobos

Estudo indica que bonobos são mais agressivos do que se pensava

Newsletter