Biden

Biden está "em forma" para cumprir suas funções, segundo check-up médico

Biden é acometido por uma série de problemas físicos

BidenBiden - Foto: Reprodução/Vídeo

O presidente americano, Joe Biden, de 81 anos, se mantém "em forma para cumprir suas funções", sem mudanças significativas em sua saúde, afirmou seu médico nesta quarta-feira (28), depois de seu último check-up geral anual antes das eleições de novembro.

A saúde de Biden, o presidente em exercício com mais idade da história dos Estados Unidos, se tornou uma questão-chave com vistas às eleições.

O esperado exame no hospital militar Walter Reed, nos arredores de Washington, foi realizado poucas semanas depois de um procurador especial descrever o chefe da Casa Branca em um relatório como um "idoso" com "memória ruim".

Biden "se mantém em forma para cumprir suas funções e executa plenamente todas as suas responsabilidades, sem isenções, nem adaptações", confirmou o médico da Casa Branca, Kevin O'Connor, ao revelar os resultados dos exames.

A única novidade deste ano foi Biden ter usado uma máquina para manter desobstruídas as vias respiratórias à noite e reduzir as interrupções do sono, além de um procedimento dentário de urgência, segundo O'Connor.

Biden é acometido por uma série de problemas físicos menores, como rigidez ao caminhar devido ao desgaste de sua coluna vertebral, mas não houve mudanças significativas nisso em relação ao ano passado, segundo o informe.

'Jovem demais'
O próprio Biden, que deve ter uma possível revanche nas eleições contra Donald Trump, de 77 anos, brincou dizendo que a única preocupação era que os médicos achassem que ele parece "jovem demais".

"Tudo está ótimo", disse a jornalistas na Casa Branca.

Biden fez uma curta viagem de helicóptero até o centro médico ao qual costumam ir os presidentes americanos e deixou o local depois de duas horas e meia, cumprimentando o pessoal naval e colocando óculos de sol antes de sair em comitiva.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, explicou o fato de Biden não ter se submetido a um exame cognitivo, afirmando que seus médicos avaliaram que não era necessário.

"O presidente passa por um exame cognitivo todos os dias", disse Jean-Pierre aos jornalistas, citando temas políticos nacionais e internacionais dos quais ele se ocupa. "É um trabalho muito rigoroso", destacou.

No exame médico do ano passado, Biden obteve um certificado de boa saúde, embora uma lesão cancerosa lhe tenha sido extirpada da pele do tórax.

'Memória ruim'
O check-up médico de rotina de Biden ocorre em um momento em que aumentam as preocupações dos eleitores sobre sua idade, pois ele teria 86 anos ao final de um eventual segundo mandato.

A questão ficou ainda mais em evidência após o relatório do procurador especial Robert Hur, no qual aliviou Biden por ter guardado ilegalmente documentos sigilosos em casa, afirmando que um júri o veria como um "idoso bem-intencionado com uma memória ruim".

Durante entrevista coletiva na Casa Branca, Biden contra-atacou, dizendo então que sua memória estava  "bem" e criticou o procurador por afirmar que ele não se lembrava quando seu filho, Beau, morreu de câncer.

Mas esta semana, Biden adotou um tom mais leve ao tentar desviar o assunto para o adversário septuagenário.

Em entrevista ao comediante Seth Meyers na noite de segunda-feira, Biden disse que ele era melhor que "o outro cara", referindo-se a Trump, que é apenas quatro anos mais jovem.

O bilionário também tem cometido gafes, como quando confundiu recentemente sua adversária na disputa pela indicação republicana, Nikki Haley, com a ex-presidente da Câmara de Representantes Nancy Pelosi ou quando disse que Viktor Orban era presidente de Turquia ao invés da Hungria.

No fim do ano passado, Trump tornou pública uma nota de seu médico, em que declarava que seu estado de saúde era "excelente", mas sem se aprofundar nos detalhes.

Veja também

Algo estranho acontece com lobos infectados por um infame parasita que altera a mente
ciência

Algo estranho acontece com lobos infectados por um infame parasita que altera a mente

Ataques israelenses na Síria mataram uma menina e três combatentes do Hezbollah
mundo

Ataques israelenses na Síria mataram uma menina e três combatentes do Hezbollah

Newsletter