Bloco A Corda desperta foliões nas ladeiras de Olinda

Intuito do grupo é despertar, com muito baralho e animação, os foliões que ainda dormem na manhã desta terça

Bloco AcordaBloco Acorda - Foto: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco

O último dia do Carnaval em Olinda não foi feito para se descansar. Prova disso é o barulhento e animado desfile do já tradicional bloco A Corda. Formado por um grupo de amigos em 1994, a troça carnavalesca se popularizou ao entrar nas casas para despertar os foliões e trazê-los para as ladeiras nas primeiras horas da manhã. Nesta terça-feira (28), a história se repetiu com a animação de sempre.

Os integrantes entram nas casas e acordam os foliões, que são chamados para a festa. Com o barulho de panelas batendo e instrumentos de percussão, o grupo entra nas casas e acorda turistas e moradores, entoando os versos "pode dormir, pode cochilar, que o seu sono, nós vamos atrapalhar". O presidente e um dos fundadores do bloco, Cheres Costa, também participou da brincadeira e ajudou a tirar os foliões da cama.

"Começamos como muitos blocos da época. Pegamos uma corda e saímos Olinda adentro. Fomos levando e a brincadeira cresceu. Hoje, temos inúmeros participantes, até crianças", ressaltou Costa. "É o único bloco que começa com pouca gente e termina com muitas pessoas. Queremos botar nossos filhos para levar a brincadeira do bloco para frente", contou, sem perder a empolgação.

Veja também

Biden toma posse como presidente dos EUA em meio a crises sanitária e de segurança
Estados Unidos

Biden toma posse como presidente dos EUA em meio a crises sanitária e de segurança

Anvisa não fará retrabalho ao avaliar novo pedido de mais doses do Butantan, diz gerente
Entrevista

Anvisa não fará retrabalho ao avaliar novo pedido de mais doses do Butantan, diz gerente