Bloco da Lama distribui argila pelas ladeiras de Olinda

Agremiação é a atração principal na Cidade Alta na manhã deste sábado

Bloco Carnavalesco Mangue BeatBloco Carnavalesco Mangue Beat - Foto: Paulo Henrique Tavares

A tradição do carnaval pernambucano diz que o melhor dia para quem gosta de brincar nas ladeiras de Olinda é o sábado de Zé Pereira, já que o Galo da Madrugada divide as atenções e fica mais tranquilo de circular pela Cidade Alta.

Confira a programação do carnaval de Olinda

Na manhã deste sábado (25), a pedida nas ladeiras é se melecar com o Bloco Carnavalesco Mangue Beat, que homenageia o cantor Chico Science, morto em 1997, um ano após fundar a agremiação, popularmente conhecida como Bloco da Lama. Ao som de frevos clássicos e de muitas canções do movimento mangue beat, como Praieira, Da Lama ao Caos e Maracatu Atômico, a agremiação saiu do Mosteiro de São Bento por volta das 9h45 e está fazendo a festa dos foliões, enlameados da cabeça aos pés.

“Para mim, o Bloco da Lama é mais tradicional do que o Galo da Madrugada. E nesse calor, a argila ajuda até mais do que protetor solar”, disse a foliã Isabela Raiane, de 25 anos.

Grupos culturais de maracatu e afoxé também se apresentam em Olinda na manhã deste sábado. O movimento é tranquilo na ruas e no acesso à Cidade Alta, que tem público menor do que o registrado em anos anteriores. 

 

Veja também

Governo de Pernambuco faz nova ameaça de restringir acesso aos parques
Covid-19

Governo de Pernambuco faz nova ameaça de restringir acesso aos parques

Brasil tem 1.340 mortes e mais de 64 mil casos da Covid-19 registrados em 24 horas
Boletim Pandemia

Brasil tem 1.340 mortes e mais de 64 mil casos da Covid-19 registrados em 24 horas