Boato de assalto no Shopping Recife assusta clientes

Os jovens tentaram “entrar de penetra” na sala 8, onde passava o filme Animais Fantásticos e Onde Habitam

Prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, assinou protocolo de intenções com o TJPEPrefeita de Caruaru, Raquel Lyra, assinou protocolo de intenções com o TJPE - Foto: Arnaldo Félix

Um grupo de adolescentes que tentava entrar sem pagar em uma sessão de filme no cinema do Shopping Recife, na Zona Sul da capital pernambucana, assustou os espectadores de “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, exibido na sala 8 do estabelecimento. Por volta das 20h desta terça-feira (29), os jovens tentaram “entrar de penetra” na sala, mas foram contidos pela porta, que estava trancada, já que o filme ainda estava sendo transmitido ao público.

O grupo, então, começou a bater no portão, assustando as pessoas da primeira fila. A partir de então, o boato de assalto se espalhou por toda a sala e os clientes entraram em pânico. De acordo com o shopping, a situação foi controlada pela própria segurança do local, sem que fosse necessário ser chamada a Polícia Militar. O mall deixou claro que todas as operações funcionaram normalmente até o fim do expediente.

Confira nota na íntegra.

"O Shopping Recife esclarece que, por volta das 20h, um grupo de quatro adolescentes tentou entrar na sala 8 do cinema do mall pela porta de saída, buscando acessar o espaço sem ingresso para a sessão. Como o filme exibido no momento ainda não havia encerrado, a porta se encontrava trancada, o que levou o grupo a forçar a entrada, causando susto nos clientes que estavam nas primeiras fileiras. Assustados, alguns pensaram que se tratava de um assalto, causando um pequeno tumulto rapidamente controlado pela equipe de Segurança do centro de compras. Todas as operações do mall e o cinema estão funcionando normalmente."

Veja também

Papa Francisco se diz a favor de leis civis para casais homossexuais
Vaticano

Papa Francisco se diz a favor de leis civis para casais homossexuais

Enade 2019: alunos da rede privada foram maioria na avaliação, segundo Inep
Educa Mais Brasil

Enade 2019: alunos da rede privada foram maioria na avaliação, segundo Inep