Estados Unidos

Boias anti-migrantes no Texas violam soberania do México, diz presidente mexicano

No início de julho, o governador do Texas, Greg Abbott, ordenou que uma cadeia de boias fosse instalada no rio junto com barreiras de arame farpado ao longo da costa

Texas instala boias em rio para impedir passagem de migrantes na fronteira EUA-MéxicoTexas instala boias em rio para impedir passagem de migrantes na fronteira EUA-México - Foto: Divulgação/Governo do Texas

O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, qualificou como uma "provocação" a decisão do governador do Texas de colocar boias na fronteira do Rio Grande para impedir a passagem de migrantes, afirmando nesta terça-feira (25) que a medida viola a soberania de seu país.

No início de julho, o governador do Texas, Greg Abbott, ordenou que uma cadeia de boias fosse instalada no rio junto com barreiras de arame farpado ao longo da costa, em um ponto por onde os migrantes passam do México para os Estados Unidos.

Desde então, pessoas que tentaram migrar ficaram presas na cerca de arame farpado e precisaram ser resgatadas, de acordo com a imprensa.

"O que é isso de colocar uma cerca de arame, invadindo também o nosso território? É um ato de provocação em busca de publicidade", questionou López Obrador em sua habitual live matinal.

O presidente mexicano agradeceu a decisão de Washington de alertar ao governo do Texas sobre um possível processo judicial, visto que as boias atrapalham a navegação no rio, além de não possuírem licença federal e apresentarem problemas humanitários, segundo o Departamento de Justiça americano na semana passada.

"Agradecemos muito ao presidente [Joe] Biden por ter enviado (...) uma denúncia contra o governador do Texas por instalar estas boias, essas cercas de arame farpado no Rio Grande, que estão violando nossa soberania", acrescentou López Obrador.

Ele também destacou que a medida viola os tratados bilaterais "de respeito ao nosso território", baseados no direito internacional, "mais do que isso implica em violação dos direitos humanos".

Abbott, por sua vez, argumentou dizendo que tem o poder de defender os interesses "soberanos" do Texas, ao mesmo tempo em que acusou Biden de não cumprir suas responsabilidades de impedir o fluxo de migrantes que entra nos Estados Unidos pela fronteira com o México.

López Obrador rejeitou os argumentos do governador e afirmou que ele "age de forma irresponsável".

"O que ele está fazendo é politicagem e acho que será contraproducente porque os texanos, nossos vizinhos, irmãos, não vão aprovar esses atos ilegais, autoritários, arrogantes e desumanos", disse ele.

Enquanto isso, altos funcionários mexicanos e americanos estão reunidos no México desde segunda-feira para abordar a questão da migração, a luta contra o fentanil e o tráfico de armas.

Veja também

Pequinês de língua caída e sem dentes é eleito o cão mais feio do mundo
EUA

Pequinês de língua caída e sem dentes é eleito o cão mais feio do mundo

Grécia: 13 são presos acusados de causar incêndio ao lançar fogos de artifício de iate
INCÊNDIO FLORESTAL

Grécia: 13 são presos acusados de causar incêndio ao lançar fogos de artifício de iate

Newsletter