Bolsa com explosivos é achada nos escombros de banco em Barreiros

Ataques com reféns ocorreram na madrugada desta quinta (13), atingindo cinco terminais eletrônicos, duas lojas de telefonia móvel e uma de cosméticos, ao lado da prefeitura

AfterAfter - Foto: Diamond Films/Divulgação

Os explosivos encontrados em mochila nos escombros da agência da Caixa Econômica Federal foram explodidos de maneira segura pelo esquadrão antibombas Polícia Federal na tarde desta quinta-feira (13) em uma empresa que fabrica esse tipo de material, em Barreiros, na Zona da Mata de Pernambuco, a 102 quilômetros de distância do Recife.

De acordo com o porta-voz da PF no Estado, Giovani Santoro, as investigações continuam. “A PF vai analisar todas as imagens para tentar identificar os suspeitos, explicou.

De acordo com a polícia, cerca de 30 homens chegaram em vários carros e se dividiram para uma série de ataques. "Eles fizeram apenas destruir os cinco terminais eletrônicos. Levaram apenas dois revólveres calibre 38 e um colete a prova de balas", disse o perito criminal Ciro José ao concluir a observação da agência da Caixa Econômica Federal.

A ação criminosa começou por volta das 3h. Alguns homens efetuaram disparos usando armas de grosso calibre e unidades da polícia e arrombaram duas lojas de telefonia móvel e uma de cosméticos, ao lado da prefeitura da cidade. Outros explodiram cofre interno da Caixa Econômica Federal e tentaram explodir cinco dos sete caixas eletrônicos do Bradesco, mas sem exito, as duas agências estão localizadas no centro da cidade.

Durante a ação o grupo fez de refém as pessoas que encontravam pelo caminho: "Algumas delas foram obrigadas a deitar no chão, outras algemadas e eles também fizeram um cordão de isolamento com os reféns", comentou o tenente Alexandre.

O carro abandonado pelos assaltantes e resgatado pela polícia tinha apenas a capa da metralhadora, uma barra de ferro que usaram para abrir as lojas e três caixas de cosméticos. Os donos da franquia estavam no local, mas não quiseram comentar o caso. Disseram apenas que aquilo não era nada se comparado ao prejuízo, ainda não estimado.

Imagens de um carro queimado fechando uma das vias de acesso a Barreiros foram disponibilizadas pela Polícia Federal. Peritos foram até o local colher indícios que ajudem na identificação dos criminosos.

Acesso

Para impedir o acesso a cidade o grupo colocou grampos, troncos de árvores e veículos incendiados nas entradas da cidade. O motorista Clessio Barreto, que presta serviço para as duas lojas de telefonia arrombadas, comentou a situação encontrada: " As lojas estão totalmente destruídas. Inclusive, em uma delas acredito que eles deram marcha ré no carro e arrombaram a loja. A outra tudo indica que foi com pé de cabra que conseguiram ter acesso. O prejuízo ainda não foi calculado, mas eles levaram aparelhos celulares, caixas de som e assessórios".

Mais de 40 policiais militares, além do reforço do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI) e da Companhia Independente de Operações Especiais CIOE, para checar a possibilidade de explosivos na Caixa Econômica Federal, estão realizando buscas na região. Um dos carros utilizados na ação foi recuperado pela polícia, dentro dele foram encontradas uma alavanca, motosserra e rádios de comunicação.

Nota oficial

Na manhã desta quinta (13), a Polícia Civil emitiu uma nota sobre estas e outras ações criminosas ocorridas nas últimas horas no interior do estado. De acordo com a nota, agências bancárias das cidades de Iati e Jataúba, no Agreste, em Goiana, na Mata Norte, em Barreiros na Mata Sul de Pernambuco e no Cabo de Santo Agostinho, nO Grande Recife, foram atacadas.

"Informamos que todos os procedimentos foram adotados com ações dos policiais do Depatri/ Delegacia de Roubos e Furtos com diligências nas regiões afetadas e instauração de inquérito policial para apurar as circunstâncias e ou ligações entre os grupos criminosos. Também foram realizadas todas as perícias necessárias nos cinco locais".

De janeiro a setembro deste ano, a Policia Civil através do Depatri/ Delegacia de Roubos e Furtos desarticulou 12 quadrilhas de crimes contra instituições financeiras e prendeu 80 pessoas envolvidas em duas ações com maçarico, três com explosivos, cinco por roubo a banco, um assalto a carro forte e uma por pescaria quando os criminosos avariaram a boca do caixa e usaram um equipamento tipo anzol para pegar envelopes e dinheiro.

No mesmo período a Policia Civil via DRF indiciou 194 envolvidos nos casos citados e encaminhou à Justiça mais 77 inquéritos com autoria definida. Outros detalhes não serão divulgados para não atrapalhar as investigações.

Veja também

Confira a previsão do tempo para este domingo (25) em Pernambuco
TEMPO

Confira a previsão do tempo para este domingo (25) em Pernambuco

Chile supera meio milhão de casos de Covid-19 na véspera do plebiscito constitucional
América Latina

Chile supera meio milhão de casos de Covid-19 na véspera do plebiscito constitucional