Bolsistas da Universidade Federal de Pernambuco estão sem receber

Cerca de 712 bolsistas estão aguardando o repasse do Ministério da Educação (MEC) para pagamento das bolsas

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)  - Foto: Divulgação

Bolsistas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) estão sem receber os repasses referentes ao mês de janeiro. As bolsas de apoio acadêmico e desenvolvimento profissional, destinadas aos estudantes que auxiliam no funcionamento da universidade, não foram transferidas pelo governo federal.

Cerca de 712 bolsistas estão aguardando a verba do Ministério da Educação (MEC). Enquanto isso, a UFPE orientou a suspensão da frequência e compreensão das dificuldade de bolsistas em decorrência do não pagamento das bolsas.

O atraso do pagamento, resultado da falta de repasse do governo federal, está colocando diversos bolsistas em situação de fragilidade econômica. Os estudantes atingidos são aqueles que prestam assistência acadêmica, atuando junto ao servidor da universidade para o desenvolvimento profissional.

Leia também:
MPPE renova convênio com a UFPE para a realização de exames de DNA
UFPE abre mais de 1.500 vagas para cursos de idiomas
UFPE divulga projetos de combate aos efeitos do óleo em Pernambuco


A última bolsa paga para os estudantes foi referente ao mês de dezembro de 2019, paga em janeiro deste ano. Letícia Freitas, estudante do 8° período do curso de letras na UFPE salientou que está sendo difícil comparecer às atividades. "Todos os estudantes contam com a bolsa para pagar suas despesas e fica muito complicado porque a realidade é que alguns estudantes e bolsistas não estão podendo vir para o trabalho", contou.

A estudante trabalha alocada na Editora UFPE e teme que os rumores sobre a situação sejam verdadeiros. "Algumas pessoas ouviram falar que essas bolsas só seriam pagas no dia 20 e entrariam depois, lá pra o dia 27; há outros boatos de que só vamos receber janeiro em março; há até um boato de que possa haver um corte definitivo da verba dessas bolsas", explicou.

Na tarde desta terça-feira (11), a UFPE realizou uma reunião com os bolsistas para informar que tão logo haja repasse de recursos financeiros pelo governo federal, as bolsas previstas para janeiro serão pagas. Contudo, a Folha de Pernambuco entrou em contato com o MEC e não obteve resposta com relação a uma previsão oficial para o pagamento dos R$ 600 mil que seriam destinados para o pagamento dos bolsistas.

De acordo com Brunna Carvalho, pró-reitora de Gestão de Pessoas e Qualidade de Vida (Progepe), informou que o orçamento previsto já foi aprovado, mas não repassado. "Estamos com o orçamento aprovado, o que não chegou ainda foi o recurso financeiro. Se não chegar vai ser uma coisa totalmente fora do esperado", explicou. Para ela, o pagamento das bolsas é necessário para a manutenção dos estudantes na universidade. "50% dos nossos estudantes são oriundos de escola pública, daí a gente sabe que eles precisam desse tipo de recurso para se manter no curso", salientou.

A pró-reitora informou que o reitor da UFPE, Alfredo Macedo Gomes, estava em Brasília, para uma reunião costumeira, mas também com a intenção de fazer cobranças sobre o orçamento não repassado. "O reitor foi para um encontro com reitores das universidades do país, e como algumas universidades estão passando por essa situação, é provável que esse tema seja debatido, questionado", explicou. Brunna reforçou que os estudantes não serão obrigados a continuar indo para as atividades sem recebimento da bolsa.

Veja também

Vogue vai publicar nova capa com Kamala Harris após avalanche de críticas
Polêmica

Vogue vai publicar nova capa com Kamala Harris após avalanche de críticas

Joe Biden e Kamala Harris homenageiam 400 mil vítimas da Covid-19 no país
Estados Unidos

Biden e Kamala homenageiam 400 mil vítimas da Covid-19