Bolsonaro interrompe ato de campanha após ser esfaqueado, diz PM

O candidato estava sendo carregado por apoiadores e foi retirado do ato. "Não sabe a gravidade ainda ou o que está acontecendo", disse o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável

Bolsonaro é esfaqueado em ato em Juiz de ForaBolsonaro é esfaqueado em ato em Juiz de Fora - Foto: Reprodução/Internet

Em campanha na cidade de Juiz de Fora (MG), o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) foi atingido por uma pessoa com uma faca na mão, segundo a Polícia Militar. O candidato estava sendo carregado por apoiadores e foi retirado do ato.

A assessoria da Polícia Militar de Minas Gerais confirmou que o candidato foi retirado do local por populares e levado para atendimento em Hospital Santal Casa em Juiz de Fora e que uma pessoa foi detida. O esfaqueador foi detido em flagrante e está na 7ª delegacia da Polícia Civil. Ele se chama Adélio Bispo de Oliveira e tem 40 anos.

Pelo Twitter, seu outro filho, Flávio, disse que o pai "levou uma estocada", mas passa bem. "Graças a Deus, foi apenas superficial e ele pesa bem. Peço que intensifiquem as orações por nós!", afirmou.

Também no Twitter, Flávio Bolsonaro afirmou que o episódio "infelizmente foi mais grave do que esperávamos". Ele deu informações acerca da extensão do dano e dos órgãos atingidos. "A perfuração atingiu parte do fígado, do pulmão e da alça do intestino. Perdeu muito sangue, chegou ao hospital com pressão de 10/3", relatou.

Bolsonaro está em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto, com 22%, segundo pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (5).


Veja também

Janet Yellen é confirmada como primeira secretária do Tesouro americano
EUA

Janet Yellen é confirmada como primeira secretária do Tesouro americano

Biden prevê atrasos nas negociações de ajuda financeira para a pandemia
EUA

Biden prevê atrasos nas negociações de ajuda financeira para a pandemia