Bolsonaro sanciona socorro de R$ 60 bilhões a estados e veta reajuste de servidores

Salarios de servidores ficarão sem reajuste até o fim de 2021

Jair Bolsonaro se reúne com lideranças políticas para tratar do combate à Covid-19Jair Bolsonaro se reúne com lideranças políticas para tratar do combate à Covid-19 - Foto: Reprodução/Twitter

A lei que trata da ajuda financeira a estados e municípios é sancionada com vetos pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. A Lei Complementar nº 173, de 27 de dezembro de 2020, está publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (28).

O presidente vetou o trecho da lei que tratava dos salários de servidores. Com o veto, os servidores ficarão sem reajuste salarial até o fim de 2021.

Leia também:
Em reunião com ministros, Bolsonaro critica STF e ameaça resistir a decisões da corte
Suspensão de dívidas de estados pode deixar Brasil sem ajuda multilateral, diz Banco Mundial

De acordo com o texto, a União entregará, na forma de auxílio financeiro, aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios, em quatro parcelas mensais e iguais, no exercício de 2020, o valor de R$ 60 bilhões para serem aplicados, em ações de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19).

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Fies 2021.2: estudantes já podem conferir se foram pré-selecionados
Educa Mais

Fies 2021.2: estudantes já podem conferir se foram pré-selecionados

Bolsonaro diz que só toma vacina aceita na Europa e nos EUA e exclui modelo 'lá de São Paulo'
Presidente

Bolsonaro diz que só toma vacina aceita na Europa e nos EUA e exclui modelo 'lá de São Paulo'