Litoral Sul

Retomadas buscas por terceiro pescador de barco que naufragou no Cabo; dois morreram

De acordo com a Defesa Civil do Cabo, corpos achados tinham sinais de eletrocussão, o que levanta a suspeita de que tenham sido atingidos por um raio

Buscas pela vítima entram no segundo dia Buscas pela vítima entram no segundo dia  - Foto: Gilberto Crispim/Prefeitura do Cabo

O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil do Cabo de Santo Agostinho, Litoral Sul de Pernambuco, retomaram, na manhã desta segunda-feira (28), as buscas pela terceira vítima do naufrágio de um barco, que matou dois pescadores no domingo (27).

Segundo a prefeitura, os trabalhos voltaram às 5h. Os bombeiros informaram que as buscas começaram pela praia de Itapuama, nas proximidades do Mirante do Côco.

Wallace da Silva, 37 anos, está desaparecido desde o domingo, quando o barco em que estava com Hisaldo Ferreira da Silva, de 57 anos, e Gustavo Mendes de Morais, 56, ficou à deriva na praia.

Na embarcação, estava o corpo de Hisaldo. Quatro horas depois, as equipes do órgão municipal e do Corpo de Bombeiros acharam o proprietário do barco, Gustavo, também morto, na praia de Itapuama.

Segundo a Defesa Civil do Cabo, os corpos deles tinham sinais de eletrocussão, o que leva à suspeita de que a embarcação fora atingida por um raio durante a madrugada.  

"Gustavo era pescador profissional. Os outros dois estavam indo pescar com ele, por questão de desemprego, para ajudar. O porto deles [onde ficava o barco antes de navegar] era em Calhetas. Eles colocaram a rede artesanal aqui na orla, pegando a madrugada, no meio da chuva, na necessidade de fazer o trabalho, e aconteceu de eles serem atingidos por uma descarga elétrica com um raio", contou o gerente do Grupamento de Salvamento Marítimo da Defesa Civil do Cabo, Evaldo Silva, à Folha de Pernambuco.

As buscas no domingo, que contaram com apoio do Grupamento Tático Aéreo (GTA) e da Capitania dos Portos, começaram no domingo após um grupo de surfistas avistar o barco à deriva a aproximadamente 200 metros da costa.

No fim da tarde, por causa das condições mínimas de visibilidade diante de luminosidade e tempo chuvoso, a procura por Wallace da Silva foi suspensa pelos bombeiros após cerca de oito horas de trabalhos.

De acordo com os Bombeiros, as buscas devem continuar até que Wallace seja encontrado.

Veja também

Cidades da Mata Sul de Pernambuco registram enchentes nesta sexta-feira (1º)
Chuvas

Cidades da Mata Sul de Pernambuco registram enchentes nesta sexta-feira (1º)

Equador reduz tarifas de combustível após fim de protestos indígenas"
Mundo

Equador reduz tarifas de combustível após fim de protestos indígenas"