Brasil bate Nova Zelândia e vai às finais do Mundial Sub-17

O resultado deixa a Canarinho com seis pontos no Grupo A e classificado às oitavas de final da competição

Garotos do Brasil comemoram gol do pernambucano Kaio JorgeGarotos do Brasil comemoram gol do pernambucano Kaio Jorge - Foto: Alexandre Loureiro/CBF

O Brasil está garantido na fase final do Mundial Sub-17. Na noite desta terça-feira (29), a equipe, mesmo jogando um tempo inteiro com um jogador a menos, passou com facilidade pela Nova Zelândia, vencendo por 3x0, no estádio Bezerrão, em Gama, no Distrito Federal. Um gol foi marcado pelo atacante pernambucano Kaio Jorge e os outros anotados por Talles Magno e Diego Rosa. O resultado deixa a Canarinho com seis pontos no Grupo A e classificado às oitavas de final. Na próxima sexta-feira (1º), o time disputa a liderança da chave com a Angola, que também tem seis pontos.

Leia também:
Brasil goleia o Canadá na abertura da Copa do Mundo Sub-17
Craques do futuro entram em ação no Mundial sub-17
Pernambucano vem chamando atenção na Seleção sub-17


Assim como na estreia, o Brasil começou partindo para cima, impulsionado pelo bom público presente. Compareceram mais de 14 mil torcedores, um ótimo número, levando-se em conta que o jogo aconteceu numa noite de terça-feira e válido por um torneio de base. No embalo da torcida, os donos da casa quase abriram placar logo aos quatro minutos de jogo. Yan encontrou Kaio Jorge no meio, que tocou de letra para Gabriel Veron. O meia avançou com a bola e cruzou para o meio da área, mas o pernambucano pegou de mau jeito na bola e perdeu uma chance incrível de partir para o abraço.

Depois de pressionada, a Nova Zelândia conseguiu assustar. Aos 17 minutos, em um contra-ataque, Patryck desarmou Van Hattum e a bola sobrou para Stamenic, que mandou por cima do gol brasileiro. O castigo veio logo em seguida. Aos 18 minutos, o zagueiro Henri lançou Gabriel Veron pela direita. O camisa 7 arrancou até a linha de fundo e mandou rasteiro para o meio da área. O mesmo Kaio Jorge dessa vez não perdoou e mandou para o fundo do gol, abrindo o marcador. A Nova Zelândia buscou reagir pouco depois, mas o chute de Randall parou na boa defesa de Matheus Donelli.

No fim do primeiro tempo, problema para o Brasil. O lateral-direito Yan pisou na coxa de Garbett e foi expulso. Com um a menos, a Canarinho buscou gastar a bola e manter a vantagem. Mesmo assim, conseguiu ampliar o placar. Aos 34 minutos da etapa final, o goleiro Paulsen falhou absurdamente após recuo de bola. Melhor para Talles Magno, que estava atento no lance. O camisa 11 aproveitou a bobeada e bateu para o gol vazio, fazendo 2x0. Não acabaria aí. Aos 45 minutos, Diego Rosa aproveitou erro na saída de bola neozelandesa, partiu com a bola e chutou para fechar a conta.

Veja também

Nomeação de Trump à Suprema Corte testa apoio de republicanos para redesenhar campanha
EUA

Nomeação de Trump à Suprema Corte testa apoio de republicanos para redesenhar campanha

Ministério Público pede a TCU que investigue Damares por ação para impedir aborto de criança estupra
direitos humanos

Ministério Público pede a TCU que investigue Damares por ação para impedir aborto de criança estupra