Brasil conquista a inédita medalha de ouro no boxe feminino em Lima

Com oito atletas nos Jogos Pan-americanos, equipe brasileira conquistou seis medalhas, sendo um ouro, três pratas e dois bronzes

Beatriz Ferreira, da categoria até 60kg, ganhou ouro inédito em PansBeatriz Ferreira, da categoria até 60kg, ganhou ouro inédito em Pans - Foto: Jonne Roriz/COB

O boxe brasileiro fez bonito nos Jogos Pan-americanos de Lima, no Peru. Nesta sexta-feira (dia 2), no Coliseu Miguel Grau, a equipe composta por oito atletas encerrou sua participação no evento esportivo com a conquista da inédita medalha de ouro entre as mulheres. Beatriz Ferreira, da categoria até 60kg, foi a autora do feito. Desde o Rio 2007 o país não subia no topo do pódio no boxe. Ao todo, o Brasil conquistou seis medalhas na capital peruana, sendo um ouro, três pratas e dois bronzes. Foram quatro finais, algo que não acontecia desde os Jogos Pan-americanos de São Paulo 1963.

Beatriz brilhou nesta sexta-feira ao derrotar na decisão a argentina Dayana Sanchez, prata em Toronto 2015. “Agradeço a todos que torceram por mim. Cumpri o dever de casa, a missão que me foi dada. Nossa equipe foi muito bem treinada, estávamos focados. Agora veio a recompensa com todas essas medalhas. Estou satisfeita, muito feliz com esse resultado”, afirmou Beatriz.

Na quinta-feira (dia 1°), Jucielen Romeu, da categoria até 57kg, já havia se tornado a primeira mulher brasileira a ganhar medalha no boxe no Pan ao ficar com a prata. As duas finais na capital peruana foram inéditas para o boxe feminino do Brasil. As mulheres passaram a disputar a modalidade em Guadalajara 2011.

Leia também:
Brasil conquista ouro e prata no stand up paddle no Pan
Seleção masculina de vôlei vence segundo jogo no Pan
Boxe feminino do Brasil tem primeira medalha em Pans

Na outra final desta sexta-feira, Hebert Carvalho (até 75kg) ficou com a medalha de prata ao ser derrotado pelo cubano Arlen López, campeão olímpico na Rio 2016 e pan-americano em Toronto 2015. “A prata é muito dolorosa, por um triz não vem o ouro, mas no fundo estou muito orgulhoso porque foi uma grande conquista. Agradeço a todos pela torcida, minha equipe, família”, disse Hebert.

Nesta sexta-feira, o boxe brasileiro também recebeu duas medalhas de bronze: Abner Teixeira, na categoria até 91kg, e Flavia Figueiredo, na categoria até 75kg. A terceira medalha de prata da equipe veio com Keno Marley, na categoria até 81kg, na quinta-feira.

Veja também

Amazonas volta a suspender funcionamento de bares e casas de show
Coronavírus

Amazonas volta a suspender funcionamento de bares e casas de show

Professores da rede estadual rejeitam volta da aula presencial dia 6 e decretam estado de greve
PERNAMBUCO

Professores da rede estadual rejeitam volta da aula presencial dia 6 e decretam estado de greve